Ruschel disputa jogo-treino pela Chape e alimenta esperança de volta oficial

Sobrevivente da tragédia da Colômbia, lateral-esquerdo entrou em campo por 40 minutos e atuou em posição mais central
Depois de 239 dias do acidente na Colômbia, Alan Ruschel voltou a disputar uma partida de futebol, como manda o figurino - árbitro em campo, jogo pegado, com divididas e muita vontade demonstrada pelos adversários. A Chapecoense fez um jogo treino na manhã desta quarta-feira, contra o Ypiranga-RS, e empatou em 1 a 1, com direito a participação do sobrevivente.
Alan Ruschel voltou a disputar uma partida, apesar de não oficial (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)
O atleta esteve em campo durante todo o segundo tempo, que durou 40 minutos. Com Roberto fazendo a lateral esquerda, Ruschel atuou em uma posição mais centralizada, ao lado de Moisés Gaúcho. Aos poucos, o sobrevivente vai recuperando as condições de jogo e alimenta a esperança da torcida verde e branca de voltar aos campos em jogos oficiais. No entanto, ainda não existe uma previsão de quando isso irá ocorrer, apesar de já estar liberado pelo Departamento Médico.
Antes de vestir o colete e ir para o campo, Ruschel acompanhou do banco de reservas o time sair atrás no placar. O jogador ficou boa parte do tempo ao lado de Jakson Follmann, que também assistiu ao jogo do banco.
O JOGO-TREINO
Após classificar para as oitavas de final da Copa Sul-Americana, a Chapecoense disputou um jogo-treino contra o Ypiranga-RS, no Centro de Treinamento da Água Amarela. Com exceção de Lourency e Lucas Mineiro, apenas com os jogadores que não atuaram contra o Defensa y Justicia foram para o campo. Nem mesmo Vinicius Eutrópio esteve presente. Quem comandou a equipe foi o auxiliar, Emerson Cris.
Chapecoense empatou em 1 a 1 com o Ypiranga (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)
Em campo, os gols saíram apenas na primeira etapa. Um para cada lado. Vandinho aproveitou cruzamento e cabeceou para o fundo do gol de Elias. O Ypiranga não se contentou e continuou indo para cima. Em um dos ataques, Cristina Penilla puxou rápido contra-ataque e fez um belo passe para Julio César, sozinho com o goleiro, empatar o jogo.
A Chapecoense começou o jogo com Elias; Diego Renan, Zeballos, Luiz Otávio e Roberto; Moisés Gaúcho, Nenén, Dodô e Guerrero; Penilla e Júlio César. No início da segunda etapa entraram Alan Ruschel, Rodrigo Pelézinho e Lourency, nas vagas de Nenén, Penilla e Guerrero. Na sequência, Gabriel Alemão, Puhl e Bryan, todos da base, entraram no jogo. Lucas Mineiro também jogou. (G1)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.