Constituinte da Venezuela pode ter sido fraudada, diz agência

Só 3,7 milhões de pessoas haviam votado até as 17h30 do domingo, de acordo com dados internos do Conselho Nacional Eleitoral
Soldado fica de guarda em uma mesa de votação durante as eleições da Assembleia Constituinte em Caracas, na Venezuela - 30/07/2017 (Ueslei Marcelino/Reuters)
Só 3,7 milhões de pessoas haviam votado até as 17h30 do domingo na polêmica eleição da Assembleia Constituinte da Venezuela, de acordo com dados internos do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) vistos pela Reuters, o que lança dúvidas sobre a afirmação das autoridades de que 8,1 milhões de pessoas participaram da votação.
A eleição do órgão legislativo foi apontada por críticos como ilegítima e concebida para dar ao governo impopular do presidente Nicolás Maduro poderes para reescrever a Constituição e suprimir o atual Congresso dominado pela oposição. (veja)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.