Trump 'não discute' demissão de conselheiro

Robert Mueller investiga intromissão russa na eleição do presidente dos EUA
O DIA
Rio - A Conselheira da Casa Branca, Kellyanne Conway, disse ontem que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, “não está discutindo” demitir o conselheiro especial, Robert Mueller, encarregado da investigação sobre a suposta intromissão russa na eleição presidencial dos EUA no ano passado. Trump alega que não houve presença da Rússia na eleição 2016 AFP
Em uma entrevista ao programa ‘This Week’, da ABC, Conway disse que a Casa Branca deixou claro que vai cooperar com a investigação de Mueller, que agora está usando um grande júri para auxiliá-lo.
Conway ainda afirmou que Trump acredita que investigação sobre a Rússia é uma “mentira completamente falsa e inventada”. Dois senadores norte-americanos (o democrata Chris Coons e o republicano Thom Tillis) apresentaram na quinta passada um projeto de lei destinado a proteger Mueller e fazer com que ele não fosse demitido. O projeto “ajuda a garantir a independência dos procuradores e reforça a separação dos poderes no nosso país”, explicou Tillis, em comunicado.
CONSELHEIRO
Mueller foi nomeado em maio para o posto de conselheiro especial e desde então, investiga a intromissão russa. Trump tem negado qualquer ingerência.
Com informações do Estadão

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.