Caixa 2 a Chalita e tudo para você ler antes de a Bolsa abrir

De acordo com o delator Lúcio Bolonha Funaro, o presidente Temer avalizou pagamentos eleitorais ao político como um "pedágio" por liberação de créditos 
Chalita: o político está envolvido no esquema das eleições de 2012 (Leonardo Prado/Agência Câmara) 
São Paulo – Leia as principais notícias desta terça-feira (12) para começar o dia bem informado: 
As quentes do dia 
Temer autorizou repasses de caixa 2 a Chalita por telefone, diz Funaro. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, o presidente foi apontado pelo delator como responsável por aprovar pagamentos eleitorais como um “pedágio” por liberação de créditos da Caixa Econômica Federal, em 2012. 
PF diz que Temer recebeu R$ 31,5 milhões por participar de organização criminosa. Relatório conclusivo do inquérito do ‘quadrilhão’ do PMDB da Câmara enviado ao Supremo deve embasar segunda denúncia de Janot contra presidente, segundo o jornal Estado de S.Paulo
PF relaciona “bunker” de Geddel com corrupção no PMDB na Câmara. Relatório da polícia, de acordo com a Folha de S.Paulo, infere que os R$ 51 milhões encontrados no apartamento do ex-ministro pode ter vindo de esquemas ilícitos, relacionados com a atuação da organização na Câmara dos Deputados. 
STF deve manter Janot à frente do caso JBS. O jornal Estado de S.Paulo publicou que os ministros do supremo não deverão afastar o procurador, que está em sua última semana de trabalho, das investigações envolvendo a empresa. A tendência da Corte é manter Janot na apuração, apesar da surpresa causada no STF com os acontecimentos envolvendo áudios de delatores e o encontro do procurador-geral com um advogado do empresário Joesley Batista. 
JBS faz compra e venda no exterior para aliviar dívida. Apuração do jornal Valor Econômico aponta que, enquanto Joesley passava sua primeira noite na prisão, os acionistas da empresa já definiam os próximos passos de aquisições e vendas com o mercado internacional. 
Eike propõe pagar multa de R$ 55 milhões em acordo de delação. Reportagem do Estado de S.Paulo aponta que a colaboração está para ser homologada no STF nas próximas semanas e valor seria ‘ressarcimento’ por propinas pagas a agentes públicos pelo empresário. 
Ainda como procurador, Miller orientou escritório da JBS sobre delação. Uma série de e-mails enviados à PGR, segundo o Valor Econômico, confirmam que o ex-procurador orientou os integrantes do escritório Trench, Rossi e Watanabe em relação ao acordo de leniência do grupo J&F. 
Natura planeja dobrar Ebtida da Body Shop em cinco anos. A marca aposta que o lucro deve duplicar para US$ 181 milhões até o fim de 2022 e a margem Ebtida deve subir dos atuais 8% para um patamar entre 12% e 14%. A estratégia poderá incluir a estreia no mercado chinês. 
Política e mundo 
PF vê indícios de organização criminosa que envolve Temer. O “quadrilhão” do PMDB na Câmara dos Deputados teria praticado os crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, fraude em licitações e evasão de divisas. 
Gilmar Mendes diz estar convicto de que foi gravado por Joesley. Segundo a coluna da Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, o ministro do STF enfatiza que no período em que a JBS e ele negociavam a delação premiada, ele foi gravado pelo executivo. 
MPF-DF explica que suspensão da leniência da J&F é parcial. A decisão do juizque suspendeu o acordo de leniência firmado com a J&F, “envolve somente aspectos penais decorrentes da investigação”. 
Temer jantará com Trump em Nova York na próxima semana. O convite foi feito pela Casa Branca a alguns presidentes latino-americanos. Até agora, apenas Temer e o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, aceitaram. 
ONU impõe novas sanções à Coreia do Norte por unanimidade. As sanções estabelecem a proibição das exportações de produtos têxteis do país e limitam as importações de petróleo. 
Parlamento britânico aprova lei para abandonar União Europeia. Por 326 votos a favor e 290 contra, a Câmara dos Comuns deu sua autorização ao projeto de lei do Brexit. 
Enquanto você desligou… 
Venda da Passaredo para controladores do Itapemirim é desfeita. O negócio foi anunciado no dia 3 de julho deste ano e o acordo previa que em cerca de 60 dias os empresários compradores da empresa aérea regional cumprissem uma série de obrigações, entre elas o pagamento de valores não divulgados. 
Sindicatos e entidades lançam campanha contra venda de estatais. Com o slogan “Eu não vendo o meu país”, sindicalistas pretendem mobilizar a população em defesa de empresas como a Eletrobras e a Casa da Moeda. 
CEO da Iberdrola vai comandar Conselho da Neoenergia. Com a conclusão da incorporação pela Iberdrola, a Neoenergia já anunciou que pretende realizar uma oferta inicial de ações. 
Bradesco tem 7,4 mil adesões a plano de demissão voluntária. O programa de demissão do Bradesco ocorreu em meio a um enxugamento de posições no sistema financeiro. 
Invepar anuncia início de processo para devolução da BR-040. A empresa ressaltou que durante o processo, a Via 040 continuará operando normalmente a concessão de modo a garantir a prestação dos serviços. 
CSN anuncia Marcelo Cunha Ribeiro para diretor de finanças. Ribeiro foi vice-presidente de Finanças da varejista de vestuário Restoque e membro de conselhos de administração de empresas como Oi , Estácio e BR Malls. 
Suzano inicia produção e venda de papel tissue em fábrica na Bahia. O investimento total estimado é de R$ 540 milhões e considera capacidade total de produção de 120 mil toneladas anuais de tissue. 
Agenda do dia 
Nesta terça-feira, sai o resultado das Vendas no Varejo em julho. Nos Estados Unidos, sai o dado das Ofertas de Emprego JOLTs de julho. (exame)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.