OBSTRUÇÃO À JUSTIÇA LOBISTA DA JBS GRAVOU EX-MINISTRO JOSÉ EDUARDO CARDOZO E MANDOU ÁUDIO AO EXTERIOR

SAUD CONFIRMOU A GRAVAÇÃO E DISSE QUE MILLER SABIA DE TUDO
EX-MINISTRO E AGU DE DILMA TENTOU "VENDER OS SERVIÇOS" AO GRUPO J&F
Em depoimento à Procuradoria Geral da República (PGR), o lobista e delator da JBS, Ricardo Saud, confessou ter gravado uma conversa com o ex-ministro da Justiça e ex-advogado-geral da União José Eduardo Cardozo e enviado o áudio ao exterior. De acordo com a PGR, não entregar o áudio e enviá-lo ao exterior caracterizam a "tentativa de ocultação dos arquivos" e, portanto, obstrução à ação da Justiça.
A informação sobre a gravação foi revelada quando Saud deu detalhes de um jantar com Marco Aurélio Carvalho, sócio do ex-ministro, para tratar de uma possível contratação de Cardozo para atuar na área de compliance. No jantar, na casa de Joesley Batista, Marco Aurélio disse que "Cardozo estava muito bem, era intocável pela reputação imaculada" e que estava querendo "vender os serviços".
O lobista confirmou que o jantar e o conteúdo da conversa eram de pleno conhecimento do ex-procurador Marcelo Miller, que ressaltou "que aquilo daria cadeia, que iriam [MPF] pra cima dela, depoente, e de José Eduardo Cardozo". Saud reiterou que Miller não ouviu a gravação, apenas viu o pen drive.(DP)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.