PRESSÃO PETISTA CPI DO BNDES APROVA CONVOCAÇÃO DE LULA, MAS RECUA SOB PRESSÃO DO PT

PRESSÃO FEZ PRESIDENTE DA CPI, DAVI ALCOLUMBRE, ANULAR A CONVOCAÇÃO
PRESSÃO FEZ PRESIDENTE DA CPI, DAVI ALCOLUMBRE, ANULAR A CONVOCAÇÃO DO CONDENADO LULA
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investiga a atuação do BNDES em empréstimos sigilosos,chegou a aprovar a convocação do ex-presidente Lula para prestar depoimento aos senadores. Além do condenado por corrupção, a CPI aprovou também a convocação de Guido Mantega e Luciano Coutinho.
O senador Lasier Martins (PSD-RS), autor do requerimento de convocação, disse que “os indícios de envolvimento de Lula nos escândalos do BNDES são robustos e precisam ser devidamente apurados”.
Após a aprovação, em um cochilo da oposição, principalmente do PT, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) recorreu ao discurso do "golpe" para questionar a convocação. Segundo Lindbergh, o requerimento não estava na pauta da reunião de hoje e a aprovação foi feita de maneira "sorrateira", mas Lasier protocolou o requerimento na última segunda (4) e apresentado extra-pauta na reunião de hoje.
Enquanto Lasier, Lindbergh e o presidente da comissão Davi Alcolumbre (DEM-AP) debatiam a situação, o senador Paulo Rocha (PT-PA) se levantou e passou a agredir verbalmente o autor do requerimento enquanto se aproximava apontando o dedo instigando Lasier para um embate.
Depois de cerca de meia hora de pressão da tropa de choque do PT, o presidente da CPI, Davi Alcolumbre, sucumbiu e anulou a convocação do condenado Lula. Mantega e Coutinho continuam convocados. (DP)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.