Dirigente do Flamengo nega sondagem a Fred e diz confiar em retorno de Guerrero

Fred Luz acha que peruano será absolvido no Tribunal de Apelação da Fifa
Rio - O Flamengo negou nesta quarta-feira que já tenha sondado o atacante Fred, do Atlético Mineiro, para reforçar a equipe carioca em 2018, como substituto de Paolo Guerrero. CEO do clube, Fred Luz afirmou que confia na absolvição do peruano no Tribunal de Apelação da Fifa. Cartola diz que confia na absolvição de GuerreroGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação
"Acreditamos que o Guerrero vai prevalecer. Estamos acompanhando o processo. Os índices nos testes [antidoping] são muito pouco acima dos limites, o que caracteriza que não consumiu cocaína. Foi apenas uma contaminação mesmo. É uma situação complexa, mas acreditamos que o jogador será liberado. Nossa expectativa número 1 é de que contar com o Guerrero no ano que vem", afirmou Luz, em entrevista ao canal ESPN.
Focado na absolvição de Guerrero, o dirigente garantiu que não procurou o atacante Fred para reforçar a equipe na Copa Libertadores. "Não confirmo a sondagem por ele", afirmou Fred Luz. 
Sobre os incidentes no Maracanã na final da Copa Sul-Americana, no Rio de Janeiro, o dirigente afirmou que não acredita em punição severa ao clube. O Flamengo foi denunciado pela Conmebol por causa dos atos de violência de sua torcida antes e após a segunda partida contra o Independiente, na decisão. 
"O Flamengo acompanhou com tristeza tudo o que aconteceu. Estamos munidos de muita informação sobre o que aconteceu, estamos conversando com as autoridades do Rio. Não acreditamos numa eliminação do Flamengo na Libertadores [como punição]. Vamos aguardar para ver a decisão e vamos estar à disposição para todos os esclarecimentos", declarou.
O clube carioca foi denunciado em dois artigos no Tribunal de Disciplina da Conmebol. Um deles trata do lançamento de objetos em campo e inclui lançamento de fogos de artifício, danos ao patrimônio, tumulto e agressões. O outro trata da segurança do jogo e culpa o clube mandante por todas as medidas envolvidas.(odia)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.