GOVERNO RECORRE CONTRA JUIZ QUE PRESENTEOU DIPLOMATA COM... PARIS

ITAMARATY QUER EVITAR JUDICIALIZAÇÃO NA REMOÇÃO DE DIPLOMATAS
PARIS TEM LÁ SEUS ENCANTOS.
O chanceler Aloysio Nunes achou “esquisita” a interferência da Justiça, que pretende obrigar o Itamaraty a transferir o diplomata Sóstenes Macedo de Santa Cruz de La Sierra (Bolívia) para o consulado em Paris. Nunes orientou a área jurídica a recorrer dessa decisão. O primeiro-secretário Macedo chegou a ser criticado por sair da Costa do Marfim, alegando doença, e deixar lá a embaixadora Maria Auxiliadora Figueiredo “debaixo de balas”, na guerra civil. Ficou meses no Brasil. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
No Brasil, até remoção de diplomatas para o exterior está judicializada. O precedente preocupa os profissionais da carreira.
Sóstenes Macedo, que também é padre, tentou ser vereador no Recife pelo PSOL. E não foi à Justiça para ganhar mandato negado pelo povo.
Tem gente que tenta usar amigos de fora do Itamaraty para obter bons postos no exterior, mas usar a Justiça como pistolão foi a primeira vez.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.