Leilão de transmissão da Aneel atrai 47 grupos interessados; veja resultados

11 lotes somam 4,9 mil km de novas linhas de transmissão a serem construídas e operadas, com investimento total estimado em R$ 8,7 bilhões.
Leilão de linhas de transmissão na B3, nesta sexta, no Centro de São Paulo (Foto: Taís Laporta/G1)
O leilão para novos empreendimentos de transmissão de energia, que acontece nesta sexta-feira (15) na sede da B3 em São Paulo, recebeu a inscrição de 47 proponentes interessados, entre empresas e consórcios, informou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Os investimentos são estimados em R$ 8,7 bilhões.
Entre os inscritos que podem apresentar ofertas durante o leilão estão empresas brasileiras e estrangeiras, como chinesas e indianas.
O 1º lote teve 4 concorrentes e foi arrematado pelo consórcio liderado pela francesa Engie. O 2º lote foi disputado por 10 consórcios e arrematado pela Celeo Redes Brasil S.A. com uma proposta com deságio de 53,21%. O lote 3 teve disputa de 5 interessados e foi arrematado pelo grupo indiano Sterlite Power Grid Ventures Limited, com deságio de 35,72%. O 4º foi disputado por 10 consórcios e foi arrematado pela Neoenergia, com deságio de 46,62% (veja resultados abaixo).
Entenda o leilão
Pelas regras do leilão, vence cada um dos 11 lotes oferecidos o grupo que aceitar receber o menor valor pela construção e operação da linha e subestações. A remuneração máxima anual foi fixada pelo edital em R$ 1,534 bilhão, na soma de todos os lotes.
Ao todo estão sendo oferecidos 4.919 km de linhas de transmissão e 10.416 MVA em capacidade de subestações, que vão passar pelos estados do Paraná, Piauí, Ceará, Pará, Tocantins, Bahia, Minas Gerais, Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco. A previsão da Aneel é que as obras devem durar de 32 a 60 meses, dependendo do lote, e que devem gerar 17.869 empregos diretos.
Os leilões de linhas de transmissão ocorrem todos os anos e servem para aumentar a oferta de energia e também para fortalecer o sistema elétrico. A remuneração das empresas que vencerem os leilões será paga pelos consumidores na conta de luz.
Este é o segundo leilão de transmissão de 2017 e o último leilão do ano de projetos do Programa de Parceria de Investimentos (PPI) do governo Michel Temer.
Em abril, 31 dos 35 lotes oferecidos foram arrematados, em disputa com participação de 21 empresas. Na época, o deságio médio do leilão ficou em 36,5%. Em 4 lotes, o desconto dado para os investidores chegou a passar de 50%.
Confira os vencedores em cada um dos lotes:
LOTE 1: Paraná (1.146 km e 3.366 MVA)
Vencedor: Consórcio Engie Brasil Transmissão
. Investimento previsto: R$ 2,017 bilhões
. Remuneração máxima fixada pelo edital: R$ 355,407 milhões
. Proposta: R$ 231,725 milhões
. Deságio: 34,8%
LOTE 2: Piauí e Ceará (441 km e 4.200 MVA)
Vencedor:  Celeo Redes Brasil S.A
. Investimento previsto: R$ 1,042 bilhão
. Remuneração máxima: R$ 182,271 milhões
. Proposta: R$ 85,271 milhões
. Deságio: 53,21%
LOTE 3: Pará e Tocantins (1.831 km)
Vencedor: Sterlite Power Grid Ventures Limited
. Investimento previsto: R$ 2,780 bilhões
. Remuneração máxima: R$ 487,145 milhões
. Proposta: R$ 313,1 milhões
. Deságio: 35,72%
LOTE 4: Tocantins e Bahia
Vencedor: Neonergia S.A.
. Investimento previsto: R$ 1,345 bilhão
. Remuneração máxima: R$ 236,079 milhões
. Proposta: R$ 126 milhões
. Deságio: 46,62%
LOTE 5: Rio Grande do Norte (1.800 MVA)
Vencedor: Cesbe Participações S.A
. Investimento previsto: R$ 193,820 milhões
. Remuneração máxima: R$ 31,332 milhões
. Proposta: R$ 14,431 milhões
. Deságio: 53,94%
LOTE 6: Paraíba e Ceará ( 345 km)
Vencedor: Neoenergia S.A.
. Investimento previsto: R$ 584,048 milhões
. Remuneração máxima: R$ 103,410 milhões
. Proposta: R$ 57,325 milhões
. Deságio: 44,56%
LOTE 7: Minas Gerais I
Vencedor: Construtora Quebec S.A.
. Investimento previsto: R$ 276,963 milhões
. Remuneração máxima: R$ 49,888 milhões
. Proposta: R$ 32,6 milhões
. Deságio: 34,65%
LOTE 8: Minas Gerais II
Vencedor: Consórcio Linha Verde - Quebec Apiacás Engenharia (99%) e Construtora Quebec (1%)
. Investimento previsto: R$ 283,574 milhões
. Remuneração máximo: R$ 51,128 milhões
. Proposta: R$ 32,978 milhões
. Deságio: 35,5%
LOTE 9: Bahia
Vencedor: Een Energia e Participações
. Investimento previsto: R$ 106,719 milhões
. Remuneração máxima: R$ 17,437 milhões
. Proposta: R$ 9,090 milhões
. Deságio: 47,86%
LOTE 10: Pernambuco I
Vencedor:
. Investimento previsto: R$ 71,724 milhões
. Remuneração máxima: R$ 12,141 milhões
. Proposta:
. Deságio:
LOTE 11: Pernambuco II
Vencedor:
. Investimento previsto: R$ 44,788 milhões
. Remuneração máxima: R$ 8,559 milhões
. Proposta
. Deságio:
                                                                                                              (G1)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.