Lula: “Sendo candidato ou não, eles vão ter que nos engolir”

Em Brasília, o ex-presidente disse a militantes que opositores tentarão barrar sua candidatura pelos discursos e viagens que tem feito pelo país
O ex-presidente Lula discursa durante o Congresso Nacional do PCdoB, realizado em Brasília (DF) - 19/11/2017 (Ueslei Marcelino/Reuters)
Em evento promovido pelo Sindicato dos Bancários de Brasília, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a dizer na noite desta quarta-feira (13) que não quer ser candidato para se proteger, mas para provar sua inocência. “Sendo candidato ou não sendo candidato, eles vão ter que nos engolir”, avisou. Lula também admitiu que sua candidatura pode ser barrada sob o argumento de antecipação de campanha, por causa das caravanas e discursos que tem feito pelo país.
Lula foi recebido por militantes do PT e simpatizantes, que voltaram a exibir cartazes dizendo que eleição sem Lula “é fraude”. Participantes prometeram se mobilizar no dia 24 de janeiro, data do julgamento do recurso da condenação do ex-presidente no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). Durante o discurso, o petista disse que é melhor errar votando do que não ter eleições.
O petista voltou a criticar sua condenação pelo juiz Sergio Moro e voltou a desafiar seus acusadores para que provem sua culpa. “Eles certamente não gostam e não querem que eu volte”, disse à militância. O petista também criticou as colaborações com a Justiça. Em seu discurso, Lula também atacou a reforma da Previdência, a imprensa e a classe média brasileira que protestava contra Dilma. “Agora não tem mais panela, eles estão batendo cabeça”, ironizou.(veja)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.