Mulheres sauditas poderão dirigir motos e caminhões a partir de junho de 2018

Elas também não podiam dirigir carros até setembro desse ano. Medida é resposta a anos de mobilizações de ativistas.
Em foto de 29 de março de 2014, Aziza Yousef dirige um carro em estrada de Riad, na Arábia Saudita, como parte de uma campanha para desafiar a proibição de mulheres dirigirem no país (Foto: AP Photo/Hasan Jamali)
Mulheres sauditas também poderão dirigir motocicletas e caminhões a partir de junho de 2018, anunciou a Direção Geral de Circulação saudita, quase três meses depois de uma ordem real retirar a proibição de dirigir carros.
"O grande desafio agora é adaptar as escolas de direção a todas as mulheres que querem aprender", disseram as autoridades sauditas, ao acrescentarem que "estarão preparadas" para quando chegar o momento de suspender o veto.
A Direção esclareceu, além disso, que para dirigir motocicletas as mulheres deverão ter pelo menos 18 anos. Já para os caminhões, a idade mínima será de 20 anos.
A decisão real de setembro deste ano não só responde a anos de mobilizações e luta de ativistas pelos direitos das mulheres, mas também a motivos mais práticos e econômicos, como o fato de as mulheres já não terem que contratar um motorista particular ou depender de um familiar homem que as ajude em seus deslocamentos.
A possibilidade de dirigir também abre novas oportunidades de trabalho, embora a discriminação ainda impeça mulheres de explorar muitos setores e ocupar cargos no reino ultraconservador. (G1)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.