Por falta de estrutura médica, Temer desiste de passar Réveillon no RJ

Por conta de procedimento cirúrgico realizado há 15 dias, presidente passará feriado em Brasília
Por falta de estrutura médica, o presidente Michel Temer desistiu de passar o Réveillon na base naval da Restinga de Marambaia, no litoral do Rio de Janeiro. Há 15 dias, o presidente foi submetido a um procedimento cirúrgico de desobstrução da uretra que o levaria a utilizar uma sonda por 3 semanas.
No ano passado, Temer e a família foram para o local na virada do ano, mas, no final da manhã desta quinta-feira (28/12), o presidente disse que seria melhor deixar a viagem para outra oportunidade. Com isso, ele passará os últimos dias do ano em Brasília, sem compromissos oficiais.
Na manhã desta quinta (28), o presidente recebeu os ministros Torquato Jardim (Justiça), Moreira Franco (Secretaria de Governo) e Eliseu Padilha (Casa Civil), na residência oficial do Palácio do Jaburu.
Entre os temas discutidos, estava a ação da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que contestou na Justiça o indulto de Natal concedido por Temer a presos no país. A medida reduz para um quinto o tempo de cumprimento da pena para os que não são reincidentes.
No documento, a procuradora afirma que “a Lava Jato está colocada em risco, assim como todo o sistema de responsabilização criminal”, e pede a concessão de liminar para suspender parte do indulto.
Ela considerou que a medida viola os princípios da separação de poderes, da individualização da pena e o da proibição, prevista na Constituição, de que o Poder Executivo legisle sobre direito penal. (metrópoles)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.