PRESIDENTE DO PERU DECIDE CONCEDER INDULTO AO EX-PRESIDENTE FUJIMORI

EX-PRESIDENTE QUE DESTRUIU GRUPOS TERRORISTAS ESTÁ DOENTE
EXAMES MÉDICOS INDICAM QUE FUJIMORI TEM DOENÇA DEGENERATIVA PROGRESSIVA E INCURÁVEL. (FOTO: EL TIEMPO)
O ex-presidente peruano Alberto Fujimori foi beneficiado por indulto de Natal do atual presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski. A medida pode ter sido o primeiro gesto de Kuczynski para a “conciliação nacional” que ele mesmo propôs, após escapar de processo de impeachment, na semana passada.
Exames médicos mostraram que Fujimori sofre de doença degenerativa progressiva e incurável, de acordo com comunicado do gabinete presidencial.
O ex-presidente inclusive foi levado da prisão para o hospital de ambulância, para tratar de uma queda na pressão arterial e uma arritmia cardíaca.
Fujimori destruiu terroristas
Alberto Fujimori governou o país entre 1990 e 2000 e destruiu grupos terroristas como o Tupac Amaro e Sendero Luminoso, este de inspiração maoísta, que aterrorizaram os peruanos durante décadas, com ações de seqüestros, assaltos, assassinatos e atentados.
Em dezembro de 1996, Fujomori ordenou a invasão à embaixada do Japão em Lima, invadida pelos terroristas do Tupac Amaru 126 dias antes, e libertou os 72 reféns. Na ação, que orgulhou os peruanos, foram mortos os 14 terroristas, que chegaram a matar cinco militares e dois reféns. O grupo invadiu a embaixada durante as tradicionais celebrações do aniversário do embaixador japonês, em todoo mundo, e fez 610 reféns.
Fora do poder, Fujimori foi acusado de corrupção e de agir “com autoritarismo” no exercício do poder. Com adversário no poder, o ex-presidente foi condenado em 2009 a 25 anos de prisão. (DP)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.