RIO DE JANEIRO - PM reformado é morto a tiros em São Gonçalo

Primeiro sargento Renato Fagundes de Oliveira, 57 anos, foi socorrido, mas não resistiu. Número de policiais militares mortos chega a 134 em 2017
ADRIANO ARAÚJO/ODIA
No penúltimo dia de 2017, mais um assassinato engrossa a triste estatística de PMs vitimados no estado, que agora chega a 134. O primeiro sargento reformado Renato Fagundes de Oliveira, de 47 anos, foi morto a tiros em São Gonçalo, na tarde deste sábado. 
Segundo o 7º BPM (São Gonçalo), o policial tinha saído de casa e estava a caminho de uma padaria no bairro Monjolos quando bandidos anunciaram um assalto, conforme relato de um parente. Fagundes reagiu e acabou baleado pelos criminosos. Ele chegou a ser levado para o Hospital Estadual Alberto Torres, em Colubandê, mas não resistiu.
Ele trabalhou por 22 anos na Polícia Militar e desde 2016 estava inativo. O militar era casado e tinha três filhos maiores de idade. Não havia informações sobre o seu enterro até a publicação desta reportagem.
Na madrugada desta sexta-feira, um outro sargento reformado foi morto a tiros, dentro de um bar em Vila Rosali, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. No ataque, outra pessoa ainda não identificada também foi baleada. 
Segundo a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), dois homens em uma moto atiraram contra o sargento reformado da PM, que estava no estabelecimento conhecido Bar do Dinho, na esquina das ruas Carioca e Dr. Gilard Mota. A dupla ainda levou a arma do policial e fugiu. A motivação do crime ainda é investigada.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.