Atentado com ambulância-bomba mata 40 no Afeganistão

Ataque terrorista em Cabul foi reivindicado pelos talibãs e também deixou mais de 100 feridos
Ferido recebe assistência médica após explosão em Cabul, capital do Afeganistão - 27/01/2018 (Mohammad Ismail/Reuters)
Um atentado a bomba em Cabul, capital do Afeganistão, deixou pelo menos 40 pessoas mortas e 140 feridas neste sábado. O terrorista suicida dirigia uma ambulância carregada de explosivos e conseguiu passar por um dos postos de controle de polícia alegando que transportava um paciente. No segundo bloqueio, foi identificado e detonou a bomba.
O ataque aconteceu em um bairro que abriga a sede da polícia local e prédios públicos e de organizações internacionais. A ação foi reivindicada pelo Talibã. “Um mártir explodiu seu carro-bomba perto do ministério do Interior, onde estavam muitas forças policiais”, afirmou Zabihullah Mujahid, porta-voz do grupo terrorista.
‘Poças de sangue’
Muitos feridos, incluindo crianças, foram levados para o hospital Jamuriat, que está sobrecarregado. “Vi poças de sangue”, afirmou uma testemunha, que desmaiou com a potência da explosão. “É um massacre”, escreveu no Twitter Dejan Panic, coordenador da ONG italiana Emergency, especializada em cirurgia de guerra e que contabilizou pelo menos “sete mortos e 70 feridos” transportados para seu hospital.
O atentado aconteceu diante de um dos postos de controle que protegem a entrada de uma avenida que dá acesso a várias instituições: o ministério do Interior, a sede da polícia, a delegação da União Europeia e o centro de ensino médio Malalai. O Alto Conselho da Paz, responsável pelas negociações com os talibãs (atualmente suspensas), acredita que era o principal alvo do ataque.
No último diz 10, um outro ataque dos talibãs deixou mais de 30 mortos nas imediações do Parlamento afegão, em Cabul. As vítimas eram, em sua maioria, civis e funcionários do Parlamento. Doze dias depois, os extremistas atacaram um hotel de luxo na capital afegã e também mataram mais de 30 pessoas.
(Com agência AFP/veja)
ATUALIZAÇÃO:
Segundo informações da GloboNews, o número de mortos atinge neste momento, 11,30hs, o número de 95 mortos e 158 feridos. 
A redação

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.