"Na família isso não era comum, mas na casa do Ayrton sim. Eu aprendi que é um ato de carinho, não há maldade nenhuma. Nada mais é do que um ato de carinho, quase um ‘Eu te amo’”, explicou a mãe, Eva. “Beijo os meus sobrinhos na boca e não tem maldade nenhuma. Na minha família sempre aconteceu e vai acontecer… é muito amor”, revelou Ayrton sobre os selinhos distribuídos durante o reality show.
Tiago quis saber se alguém da família deles ou de qualquer outro lugar já havia olhado torto ou achado ruim pelo ato de carinho, mas a família garantiu que nunca. “Eu estou falando de coração… Mesmo que seja na boca, não tenho problema com isso”, reforçou Ayrton.“Que entendam que isso tem muito amor por trás, muito respeito, intuito da família estar sempre unida, é uma família que se ama muito, que se cuida muito”, voltou a justificar Eva.

Por fim, a filha Ana Clara concluiu: “São costumes familiares. Eu pelo menos nasci com isso, fui criada com isso, são valores de família, são coisas que a gente carrega das pessoas que vieram antes da gente. É um costume que meu avô tinha, que minha avó tinha, passou para os meus tios, passou para o meu pai, meu pai passou para mim e é isso”. Assista as cenas bizarras:
Baixaria em grau máximo
Ontem foi um dia que tudo ferveu na casa, e uma voz surgiu: “Atenção, Família Lima, para o segundo andar”, anunciou a equipe do reality. Porém, a câmera do segundo andar, onde eles estão hospedados, foi cortada e os confinados e o público ficou sem saber o motivo pelo qual eles foram chamados. O que se viu, a própria produção percebeu que foi no mínimo estranho. A verdade é que essa edição está bem diferente do que já se viu em outras.
A verdade é que a intimidade mostrada ontem em rede nacional não foi nada legal. Dizer que é algo comum entre eles é um ponto, outro ponto é saber que milhares de pessoas estavam assistindo tudo aquilo, e que consequentemente geraria uma enorme repercussão. O pai ir diante das câmeras conferir se a filha estava usando calcinha, que coisa mais escrota e inútil. Foi realmente muito baixo o nível do que se viu ontem.