Coreias definem representantes para 1ª reunião de diálogo em 2 anos

Encontro ocorrerá em área desmilitarizada na fronteira que divide a península coreana. Diálogo tenta diminuir tensão nuclear entre os países vizinhos.
Oficial do governo da Coreia do Sul durante comunicação telefônica com a vizinha em 3 de janeiro (Foto: Yonhap via Reuters)
As duas Coreias definiram quem serão seus representantes ma primeira reunião de alto nível entre os dois países em mais de dois anos. O encontro está previsto para acontecer na terça-feira (9) em uma zona desmilitarizada que divide a península coreana.
A delegação norte-coreana será composta por cinco membros e liderada por Ri San-gwon, que dirige em Pyongyang o Comitê para a Reunificação Pacífica da Coreia, informou o Ministério de Unificação sul-coreano.
Já Seul propôs enviar uma delegação liderada pelo ministro de Unificação, Cho Myoung-gyon, que constaria de outras quatro pessoas, dois vice-ministros de Unificação e dois vice-ministros de Esportes.
Reabertura
O encontro entre os países foi confirmado na sexta-feira (5) com o aceite da Coreia do Norte ao convite feito pela vizinha. Na quarta-feira (3), as duas Coreias restabeleceram sua conexão telefônica, suspensa desde 2016.
A reunião deve tratar do envio de uma delegação norte-coreana aos Jogos Olímpicos de Inverno, além da melhora de relações entre os vizinhos. Os presidentes sul-coreano, Moon Jae-In, e americano, Donald Trump, concordaram em adiar os exercícios militares previstos para após os Jogos.
O diálogo chega após dois anos de aumento da tensão na península, durante os quais a Coreia do Norte realizou três testes nucleares e multiplicou os lançamentos de mísseis. A Coreia do Norte afirma ter alcançado seu objetivo militar de ser capaz de lançar um ataque nuclear contra o conjunto do território continental americano.
Além dos Jogos
Neste sábado (6), o presidente americano Donald Trump disse esperar que as conversas previstas para a semana que vem entre as Coreia do Norte e Coreia do Sul "vão além dos Jogos Olímpicos de Inverno", que acontecerão em fevereiro na cidade sul-coreana de Pyeongchang.
"No momento apropriado, iremos nos envolver" nessas discussões, relançadas após dois anos de forte tensão, marcados por três testes nucleares norte-coreanos e vários testes de mísseis, assinalou Trump. (G1)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.