EMPREITEIRAS ENROLADAS NA LAVA JATO QUEREM TCU FORA DOS ACORDOS DE LENIÊNCIA

PARA RESTITUIR O MÍNIMO DO ROUBO, EMPREITEIRAS QUEREM TCU FORA
EMPREITEIRAS QUEREM FISCAIS DO TCU LONGE DE ACORDOS DE LENIÊNCIA
A lei proíbe que, nos acordos de leniência, as empresas escolham os crimes a confessar e as impede de indicar maracutaias a reparar, e também as coíbe de apontar órgãos com os quais desejam colaborar. Mas é exatamente o que tentam empreiteiras da Lava Jato como UTC e Andrade Gutierrez, incluindo afastar o Tribunal de Contas da União (TCU) das tratativas. Querem devolver uma fração mínima do que roubaram, mas sabem que o rigor técnico do TCU jamais o permitiria. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
As empreiteiras defendem diretrizes europeias nos acordos de leniência, mesmo contrariando a Constituição e as leis brasileiras.
Advogados até assinaram artigo na Folha contra a atuação do TCU nos acordos, mas sem contar que atuam em defesa da UTC e da Andrade.
O TCU sustenta que, ao contrário do que afirma artigo dos advogados, acordos de leniência de Curitiba não são homologados judicialmente.
Os ministros Ricardo Lewandowski e Cármen Lucia negaram aos advogados das duas empreiteiras a suspensão de decisões do TCU.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.