MENSAGEM DO DIA - “ONDE ESTÁ O REI DOS JUDEUS QUE ACABA DE NASCER?”

Celebramos hoje, a solenidade da Epifania do Senhor, fechando com esta festa, o ciclo do Natal!
Epifania significa a manifestação do Senhor, é a festa do encontro, quando o Deus menino se deixa encontrar por aqueles que o procura!
Diz o profeta Isaías: “Levanta-te, acende as luzes, Jerusalém, porque chegou a tua luz, apareceu sobre ti a glória do Senhor.” (Is60,1) Os que deveriam acolher esta Luz, a rejeitaram, fariseus, mestres da lei; autoridades políticas e religiosas, não somente rejeitaram esta Luz, como quiseram também, apaga-la, o que não conseguiram. 
Ao contrário destes habitantes de Jerusalém, outros povos, representados pelos Magos, vieram de outras Nações e se prostrarem diante esta Luz! Eram pessoas pagãs, não tinham o conhecimento das Escrituras, como os fariseu e mestres da lei, mas instintivamente, buscavam Deus a maneira deles.
Diz a tradição, que esses homens eram Reis, o que a Bíblia não confirma. Aliás, Mateus é o único evangelista que narra este episódio. O que se diz, é que estes homens, eram sábios, pessoas ligadas a astrologia...
Se os Magos eram Reis ou não, isso não importa, o importante, é a lição que eles nos passam: mesmo sendo pessoas importantes, se fizeram peregrinos, deixaram a “astrologia,” deixaram tudo, para irem ao encontro do astro Maior: o menino Deus! 
Ao chegarem a Jerusalém, o centro dos poderes políticos e religiosos, os Magos depararam com o grande inimigo do Rei que acabara de Nascer: O rei Herodes, que tentou enganá-los, se dizendo desejoso de conhecer o novo Rei dos Judeus.
Os Magos queriam encontrar o Rei dos Judeus para adorá-lo, Herodes, queria encontrá-lo, para eliminá-lo, o que ele tentou fazer posteriormente, mandando matar todas as criancinhas de dois anos para baixo.
No final deste episódio, é Herodes que acaba sendo enganado pelos os Magos, que ao voltarem para suas terras, tomaram outro caminho, deixando o inimigo de Jesus, furioso. 
Vindos de terras distantes, os Magos, certamente, enfrentaram muitas dificuldades pelo o caminho, até chegarem a Jesus, certamente, foi uma longa viagem, sem muitas informações, se orientando apenas, por uma estrela. Dizem que este percurso durou aproximadamente nove meses, o tempo da gestação de Jesus.
Guiados por um sinal luminoso, os Magos tinham tanta certeza de que encontrariam o menino, o qual eles deveriam adorar, que até levavam presentes de grandes significados para oferta-lo: ouro para o Rei, Incenso para o Divino, Mirra, para o humano.
Mesmo sem conhecerem as escrituras, eles sabiam que Jesus era Rei, que era Deus e que era humano. Enquanto que muitos que conheciam a fundo as escrituras, o rejeitaram.
Muitos de nós, também, rejeitamos Jesus, ao não acolher o nosso irmão. Quantos de nós, não estamos dispostos a fazermos a difícil viagem de sairmos de nós mesmos, para irmos ao encontro de Jesus, naquele que sofre. 
E olhe que nós, ao contrário dos Magos, que procuravam por Jesus sem muitas informações, hoje, temos muitas informações sobre onde e como encontrar...
De uma coisa podemos ter certeza: Podemos encontrar Jesus de várias formas, mas é na pessoa do irmão que sofre, que Ele espera por nós, pois é nele, que a sua presença se faz visível.
Os Magos do Oriente, fala-nos de perseverança, de unidade, de busca e de encontro, chamando a nossa atenção, sobre a importante de sermos perseverantes nas nossas buscas, e respeitosos com as diferenças religiosas.
Não podemos esquecer, de que todos são acolhidos por Deus igualmente. Deus não exige identificação de ninguém, Ele acolhe a todos que o busca em Jesus, independente de suas crenças, de suas religiões...
“Quando entraram na casa, viram o menino com Maria, sua mãe.” Naturalmente, Maria toda feliz, mostrou o Menino Jesus aos visitantes. Este foi o momento exato da Epifania do Senhor, o momento em que o Filho de Deus é apresentado ao mundo, na pessoa dos Magos.
Podemos redesenhar esta cena, nos colocando juntos dos Magos, numa postura de adoração ao Rei do Universo! Não vamos entregar a Ele algum presente, mas nos entregar a Ele como presente na vida do outro.
FIQUEMOS NA PAZ DE JESUS! 
(Com Olívia Coutinho)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.