O QUE SERÁ QUE ELE QUIS DIZER COM ISSO?

Ferramentas sedutoras: o chefe da tropa de choque de Temer diz que é cada vez maior o número de deputados convertidos a favor das mudanças na aposentadoria.
Por Lillian Witte Fibe*
Carlos Marun, deputado, PMDB de MS (Youtube/Reprodução)
O deputado federal que ficou famoso no ano passado ao defender solitariamente, e com unhas e dentes, o colega Eduardo Cunha, e que, agora em outubro, requebrou-se ao celebrar a rejeição da denúncia contra Temer, está cada vez mais certo de uma vitória na difícil votação sobre a Previdência.
Carlos Marun, do PMDB de Mato Grosso do Sul, primeiro mandato, é, hoje, o líder de fato do governo.
Outro dia mesmo, foi anunciado como o novo ministro da Articulação Política por alguns minutos, mas Temer mudou de ideia sobre a demissão do tucano Antonio Imbassahy.
Diante do histórico dos personagens na linha de frente dessa batalha pelos votos dos parlamentares, a pergunta que não cala é: quais ferramentas tão sedutoras seriam essas a que o governo recorre para fazê-los mudar de ideia?
Você tem um palpite?
O que Marun disse há pouco ao Valor:
“A melhora do cenário para a reforma da Previdência é diária e constante. A dúvida é se velocidade da melhora é suficiente para colocar em votação na próxima semana”, destacou, acrescentando que a decisão sobre a inclusão do projeto na pauta será do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ).
Marun é réu por improbidade administrativa:
A dança:
*Lillian Witte Fibe, colunista de veja.com
Este artigo foi publicado neste site em 10.12.2017. O que mudou?

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.