Prefeitura atende ordem judicial e retira ambulantes da praça Simão Fitterman

Após vencimento do prazo de 48 horas da notificação judicial que determina a remoção das barracas dos vendedores ambulantes da Praça Simão Fitterman, Bairro São Caetano, a Prefeitura Municipal de Itabuna iniciou ontem (24) o processo de retirada das barracas que vai até o dia 28, próximo. A remoção das barracas ocorre em cumprimento da decisão do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, Ulysses Maynard Salgado, que se refere a uma ação do Ministério Público e da Prefeitura que tramita na justiça desde a administração passada e já foi prorrogada em 2017, atendendo um pedido da atual gestão municipal.
Preocupado com a manutenção do trabalho para a população que utilizava o espaço da praça, o Prefeito de Itabuna, Fernando Gomes já determinou que equipes das Secretarias de Desenvolvimento Urbano e de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente iniciem estudos de viabilidade para realocar os ambulantes em outro local que ofereça infraestrutura adequada e condições para o trabalho.
Com a responsabilidade de zelar pelos espaços públicos, a prefeitura tem atuado em busca de revitalizar praças e jardins da cidade e, em paralelo, procurado soluções para não prejudicar os ambulantes que geram emprego e renda. O secretário de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente, Jorge Vasconcelos, reforça que a prefeitura está empenhada em garantir oportunidades de trabalho à população e informa ainda que há a intenção em viabilizar locais na cidade destinados exclusivamente a comércios voltados à alimentação que são maioria dentre os estabelecimentos removidos.
De acordo com a diretoria do Departamento de Indústria e Comércio da Sema, existiam ainda muitas reclamações por parte da vizinhança local em relação ao barulho produzido por alguns estabelecimentos diariamente após as 20 horas. O diretor do departamento, Tarcísio Soares salienta que a reclamação era apenas referente a parte dos estabelecimentos e informa que os trabalhos estão direcionados a minimizar os impactos da decisão judicial.
Bairro Conceição
Na cabeceira da ponte para pedestres do bairro Conceição, onde as barracas à margem do rio Cachoeira ocupavam um local de proteção à margem do rio Cachoeira, terminou na manhã de hoje (25) a retirada das barracas que comercializavam bebidas e alimentos. A operação mobilizou fiscais das secretarias de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente, de Desenvolvimento Urbano, de Segurança Transporte e Transito que mobilizou efetivos da Guarda Civil Municipal e da Policia Militar. No local, será realizado um projeto de revitalização da margem do rio, atendendo às normas de preservação ambiental. (ASCOM)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.