REFORMA DA PREVIDÊNCIA - IMPRENSA BRASILEIRA MENTE E NAO ENTENDE DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

A imprensa brasileira, ano após ano, divulga que a Previdência Social é deficitária. Fazendo isso ela mente para a população brasileira e presta um desserviço à nação. Além disso, ela também não entende nada de balanço financeiro.
A principal fonte do balanço financeiro é o Fluxo de Caixa do INSS que contabiliza todas as receitas e todas as despesas. Em 2013, o Fluxo de Caixa apresentou um saldo final positivo de R$ 18,34 bilhões.
O Fluxo de Caixa também contabiliza os repasses do orçamento da Seguridade Social que, conforme a nossa Constituição de 1988, foi criado para financiar as políticas públicas de saúde (SUS), previdência social (INSS) e assistência social (LOAS). Já foi mais do que provado que a Seguridade Social é superavitária e que a União retira esse superávit para ajudar a pagar os juros dívida pública.
Portanto, o falacioso déficit é, na verdade, as políticas de inclusão social de cobertura das aposentadorias e pensões rurais de pouca contribuição e os benefícios assistências para idosos e inválidos.
A imprensa precisa entender para não publicar números errados e denegrir a imagem da Previdência Social que, além de ter muito dinheiro sobrando, é a maior política pública de distribuição de renda do Brasil e retira milhões de pessoas da miséria e da exclusão social. Entretanto, as renúncias fiscais, as desonerações da folha e o desvio de recursos da Seguridade Social vão destruindo o sistema.
A COBAP conclama todas as Federações de Aposentados e Pensionistas do Brasil e todas as Associações de base a denunciar as mentiras da imprensa brasileira.
Por Mauricio Oliveira - Assessor Ec onômico da COBAP

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.