Trump diz que está aberto a conversar com a Coreia do Norte

Frase foi dita a presidente sul-coreano por telefone; ele também afirmou que não haverá ação militar enquanto Coreias estiverem dialogando.
O presidente americano Donald Trump em foto de 22 dezembro (Foto: Evan Vucci/ AP)
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quarta-feira (10) que está aberto a conversar com a Coreia do Norte. A declaração foi dada durante conversa telefônica com o presidente sul-coreano Moon Jae-in e foi divulgada pelo gabinete da presidência desse país.
Um dia depois que as Coreias do Norte e do Sul estabeleceram as primeiras conversas em mais de dois anos, Trump afirmou que não haverá nenhuma ação militar enquanto o diálogo estiver em andamento, informou a Casa Branca em um comunicado divulgado após a conversa.
“Os dois chefes de estado preveem que as atuais conversas inter-coreanas podem naturalmente levar a conversas entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte pela desnuclearização da penínsua coreana após os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang e concordaram em negociar juntos o progresso das conversas inter-coreanas", afirma o comunicado.
“O presidente Trump disse que os EUA estão abertos ao diálogo se a Coreia do Norte assim quiser, desde que as circunstâncias e a hora forem corretas".
Trump também disse que enviaria o vice-presidente Mike Pence para liderar a delegação americana nos Jogos Olímpicos de Pyeongchang, que serão realizados na Coreia do Sul no próximo mês.
O governo Trump tem dito que prefere uma solução diplomática para a crise, mas que todas as opções estão sendo consideradas, inclusive uma ação militar. Washington tem insistido que qualquer diálogo futuro só deve ocorrer se a Coreia do Norte desistir de suas armas nucleares, algo que Pyongyang não aceita.
Reunião sobre Jogos Olímpicos
Também nesta quarta-feira (10), o Comitê Olímpico Internacional (COI) informou que vai se reunir no dia 20 de janeiro para decidir sobre a participação de atletas norte-coreanos nos Jogos de Inverno na Coreia do Sul em fevereiro.
“Na reunião, serão tomadas várias decisões essenciais, incluindo o número e os nomes dos atletas e autoridades do Comitê Olímpico da República Democrática Popular da Coreia, já que todos os prazos para registro já se esgotaram”, informou o COI em um comunicado na quarta-feira (10).
“O COI também vai ter que decider o formato dessa participação, incluindo questões relacionadas ao protocolo oficial (bandeira, hino, cerimônias, uniformes etc.)”, continua o comunicado. (G1)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.