Coreia do Norte cancelou reunião agendada com vice-presidente dos EUA, diz gabinete de Pence

Segundo o gabinete de Pence, o encontro foi cancelado na última hora, depois que o vice-presidente condenou as violações de direitos humanos da Coreia do Norte e anunciou planos para impor novas sanções econômicas.
O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, durante uma visita ao Japão (Foto: Toru Hanai/Reuters)
O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, deveria ter se encontrado com autoridades da Coreia do Norte, incluindo a irmã do líder Kim Jong Un, enquanto estava na Coreia do Sul para a Olimpíada de Inverno deste mês, mas os norte-coreanos cancelaram a reunião no último minuto, disseram autoridades norte-americanas na terça-feira (20).
"A Coreia do Norte ofereceu um encontro com a esperança de que o vice-presidente fosse suavizar sua mensagem, o que teria cedido o palco mundial para sua propaganda durante a Olimpíada", disse o chefe de gabinete de Pence, Nick Ayers, em comunicado.
Mas, depois que Pence condenou as violações de direitos humanos da Coreia do Norte e anunciou planos para impor novas sanções econômicas, "eles viraram as costas ou, talvez, eles nunca tenham sido sinceros sobre querer sentar-se conosco", disse Ayers.
Pence teria se encontrado com Kim Yo Jong, irmã mais nova do líder norte-coreano, Kim Jong Un, e com o chefe de Estado simbólico do país, Kim Yong Nam, mas os norte-coreanos cancelaram a reunião agendada para o dia 10 de fevereiro duas horas antes do início, disse uma autoridade norte-americana, confirmando uma informação publicada primeiro pelo jornal "Washington Post".
O encontro teria sido o primeiro entre autoridades graduadas do governo Trump e de Pyongyang, que estão em um impasse sobre o desenvolvimento da Coreia do Norte de armas nucleares capazes de atingir o território dos Estados Unidos. (G1)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.