Douglas Costa diz que Grêmio 'jogou para não ganhar' contra o Flamengo em 2009

Clube enfrentou o Rubro-Negro, que disputava diretamente o título brasileiro com o rival Internacional
Douglas Costa fala sobre Flamengo x Grêmio em 2009 - Reprodução Youtube
Rio - O Campeonato Brasileiro de 2009 entrou para a história do Flamengo com o título depois de uma arrancada histórica liderada por Adriano Imperador e Petkovic. Na época do jogo, muito se falava sobre um possível 'corpo mole' dos jogadores do Grêmio, pois o eterno rival Internacional disputava ponto a ponto com o Rubro-Negro naquele ano. Douglas Costa, atualmente jogador da Juventus e da seleção brasileira, estava em campo naquele jogo e comentou sobre a situação complicada em que os jogadores do Tricolor Gaúcho estavam.
"A gente foi com o time reserva, a gente jogou e nos primeiros 45 minutos a gente fez um gol e terminou 1 a 1 o primeiro tempo. No intervalo, chegou a notícia que o Inter tava sendo campeão com aquele resultado. A gente trocou umas peças dentro de campo, mas imagina a gente com o time reserva vence o melhor time do Brasil naquele ano que era o Flamengo e dando o título pro Inter ainda? Como que ia ficar? Como ia ficar eu com o meu Tricolor? Ia ficar manchada. Eu dava umas pedaladas pra cá outras pra lá, mas tudo longe do gol. Não dava... é um jogo difícil de entrar em campo. Não podia entregar porque fica feio, mas tem que jogar pra não ganhar. No final deu tudo certo né? 2 a 1 Flamengo, todo mundo comemorou, tudo certo", disse Douglas Costa em entrevista ao canal do Youtube 'Pilhado'.
Flamengo conquistou o hexacampeonato em 2009 - Carlos Moraes / Agência O Dia
Ao ser questionado por Thiago Asmar, apresentador do canal, se algum dirigente tinha ido ao vestiário para falar com os jogadores, sobre a situação do Internacional sendo campeão, Douglas Costa foi sincero e admitiu a presença de pessoas da diretoria gremista.
"É normal dirigente visitar vestiário, ainda mais num jogo com essa importância, Flamengo tava buscando o título, Maraca lotado. O dirigente falou pra gente que nós podíamos fazer o que a gente quisesse, que a responsabilidade era nossa. Ele falou que se a gente ganhasse a gente ia descer na pista do aeroporto, porque senão a gente não iria sair do aeroporto, a torcida do Grêmio ia querer matar a gente. Ia ser uma coisa que ia ficar manchada na história do Grêmio né? O Grêmio deu o título pro Inter. Ainda bem que não aconteceu. Não tinha como ganhar do Flamengo ali, se a gente ganha do Flamengo ali... tava morto". (odia)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.