Empresa onde Crivella buscou solução em segurança corre risco de falir

DIVULGAÇÃO
Em pleno Carnaval deste ano, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), esteve em Linkoping, na Suécia, para buscar, segundo declarou, soluções em tecnologia para a segurança da capital fluminense. No entanto, uma das empresas visitadas, a CybAero, corre sério risco de falência. E quem garante isso é o site da própria companhia.
“Em 24 de julho de 2017, a CybAero assinou um contrato de financiamento com o Bracknor Investment Group, com sede em Dubai, oferecendo uma solução de financiamento no valor de US$ 5,25 milhões sob a forma de sete empréstimos convertíveis. As discussões em curso com a Bracknor quanto ao pagamento da terceira parcela de US$ 850 mil não se concretizaram em resultados, e a CybAero agora não acredita que seja provável que a Bracknor pague a parcela solicitada. Isso levou a CybAero a uma aguda escassez de liquidez”, registra a empresa em sua página.
Atualmente, diz a companhia, a CybAero verifica quanto tempo a liquidez existente é suficiente para administrar a empresa. “O CybAero investiga mesmo se mais da metade do capital social está esgotado. Se assim for, o balanço será estabelecido”. A viagem internacional do prefeito carioca custou R$ 130 mil apenas com passagens de classe executiva e ainda hospedagem.
A empresa visitada pelo pastor acrescenta que está atualmente discutindo com outros financiadores sobre a oportunidade de resolver a situação emergencial. “No caso de essas negociações não serem bem-sucedidas, a falência não pode ser descartada”, sentencia.
Só mesmo a cultura sueca para admitir, na página oficial da empresa, que a gestão anda mal das pernas. Será que Crivella aprendeu a cartilha?
(metrópoles)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.