Intervenção no RJ deve estimular debate de pautas conservadoras no Congresso Nacional

O Congresso Nacional deve passar a discutir temas considerados conservadores após a intervenção federal no estado do Rio de Janeiro. De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, senadores da base querem usar a repercussão do decreto para retomar discussões sobre redução da maioridade penal em casos de crimes graves.
Pesquisas do instituto Datafolha mostram que o apoio à redução da maioridade penal de 18 para 16 anos passou de 26%, em 2015, para 36%, em 2017. 
Dentro da base do presidente Michel Temer, há o entendimento de que se a intervenção tiver sucesso, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), pré-candidato à Presidência da República, é quem sairia enfraquecido do processo.
Enquanto isso, na esquera, há um temor de que o decreto reforce a tese de que os militares são a solução para os problemas sociais. (BNews)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.