Mestre Vieira, inventor da guitarrada do Pará, morre aos 83 anos

No final dos anos 1970, músico paraense misturou solos de guitarra elétrica com ritmos caribenhos e amazonenses
Mestre Vieira da Bacarena (TV Brasil/Reprodução)
O músico paraense Joaquim de Lima Vieira, o Mestre Vieira, morreu na manhã desta sexta-feira. Aos 83 anos, ele era conhecido como o “pai da guitarrada”, gênero criado por ele, marcado pelos solos de guitarra para ritmos como cumbia, carimbó e merengue.
A Prefeitura de sua cidade, Barcarena, na região metropolitana de Belém, soltou uma nota, lamentando a perda, decretando luto oficial de três dias e garantindo todo apoio aos familiares para prestar homenagens ao artista. Em 2016, ele descobriu um câncer de próstata e morreu devido a complicações causadas pela doença. No ano passado, ainda realizou apresentações, mas seu estado piorou em novembro.
Mestre Vieira, que começou tocando cavaquinho ainda criança, abraçou com o tempo ritmos como baião, samba e choro e tocou de bandolim e banjo a instrumentos de sopro. Ficou conhecido no final dos anos 1970, com o álbum Lambada das Quebradas, quando misturou ritmos caribenhos e amazõnicos com virtuoses de guitarra elétrica. Durante a carreira, gravou 22 álbuns e se apresentou por todo o Brasil e no exterior. (veja)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.