Polícia identifica quatro das cinco vítimas de chacina na Mata Sul de Pernambuco

Identificados têm 12, 16, 25 e 35 anos, sendo a mais nova uma vítima do sexo feminino. Corpos foram levados ao Instituto de Medicina Legal, no Recife.
Chacina ocorreu em São José da Coroa Grande, na Mata Sul de Pernambuco (Foto: Reprodução/WhatsApp)
A Polícia Civil informou, neste domingo (18), ter identificado quatro das cinco vítimas da chacina em São José da Coroa Grande, na Mata Sul de Pernambuco, ocorrida no sábado (17). Os corpos de Erollainny Victoria Lima dos Santos, de 12 anos, Diego Gomes de Santana, de 25 anos, Leonardo Paulo Gomes Domingos, de 16 anos, e Heber Gleisom dos Santos, de 35 anos, foram encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML) em Santo Amaro, no Recife.
Durante as perícias no local do crime, parentes de algumas das vítimas chegaram a comparecer ao local, mas não levaram documentos oficiais dos mortos, o que dificultou a identificação em um primeiro momento. O quinto corpo, do sexo masculino, segue sem identificação.
De acordo com o IML, três dos corpos identificados foram liberados neste domingo (18). Parentes das vítimas estiveram na sede do IML, em Santo Amaro, no Centro do Recife, na tarde deste sábado (18), mas preferiram não falar com a reportagem.
Os enterros estão previstos para acontecer em cemitérios de São José de Coroa Grande e da Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes. Procurada pelo G1, a Polícia Militar informou que realiza diligências para encontrar os autores do crime. Até as 16h deste domingo (18), não foram encontrados suspeitos do crime.
Cinco pessoas são assassinadas a tiros em São José da Coroa Grande
Entenda o caso
Os corpos foram encontrados por volta das 5h do sábado (17), na comunidade do Muruim, em São José da Coroa Grande. Segundo um perito do Instituto de Criminalística que esteve no local, dois dos corpos foram encontrados do lado de fora de uma casa, cada um com cerca de 30 lesões causadas por armas de fogo.
Dentro da casa, outros três corpos foram encontrados com aproximadamente dez marcas de tiro cada um. No local, também foram coletados cartuchos, estojos e projeteis para análise em laboratório.
Por determinação do governador Paulo Câmara (PSB), equipes das polícias Civil, Militar e Científica seguiram para o local do quíntuplo homicídio e devem ter “empenho total na elucidação do caso”.
A polícia investiga a relação deste crime com a morte de três adolescentes no mesmo município, na quinta-feira (15). Segundo a Polícia Civil, informações preliminares davam conta de que as três vítimas eram envolvidas com tráfico de drogas. Os corpos foram encontrados com marcas de tiros de armas de calibre 38 e .40. (G1)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.