Ao menos nove ministros planejam deixar cargo para concorre às eleições

O prazo previsto em lei para os ministros deixarem seus cargos para disputar as eleições deste ano termina daqui a três semanas, e ao menos nove planejam deixar o governo Michel Temer, segundo informou o G1.
Ainda de acordo com a publicação, dois ministros, Henrique Meirelles (PSD-SP), da Fazenda, e Gilberto Kassab (PSD-SP), Ciência, Tecnologia e Comunicações, ainda não decidiram se vão deixar os cargos; cinco já disseram que permanecerão no governo, Eliseu Padilha (MDB-RS), Moreira Franco (MDB-RJ), Carlos Marun (MDB-MS), Raul Jungmann (PPS-PE), Blairo Maggi (PP-MT); e dois não responderam ao questionamento do site, Alexandre Baldy (PP-GO), Cidades, e Aloysio Nunes (PSDB-SP), Relações Exteriores. 
Os ministros que, segundo as assessorias, planejam deixar os cargos até o mês que vem são: Marx Beltrão (MDB-AL): Turismo; Ricardo Barros (PP-PR): Saúde; Sarney Filho (PV-MA): Meio Ambiente; Fernando Coelho Filho (sem partido-PE): Minas e Energia; Maurício Quintella (PR-AL): Transportes; Leonardo Picciani (MDB-RJ): Esporte; Osmar Terra (MDB-RS): Desenvolvimento Social; Mendonça Filho (DEM-PE): Educação; Helder Barbalho (MDB-PA): Integração Nacional. (BNEWS)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.