Carpegiani acena com mudanças no time do Flamengo

Após queda na Taça Rio, Everton deve ocupar vaga de René na lateral. Julio Cesar, Cuéllar e Vinicius Junior podem ser titulares
Paulo César Carpegiani estuda mudar o time para a semifinal do Campeonato Carioca - Gilvan de Souza/Flamengo
Rio - A eliminação para o Fluminense na semifinal da Taça Rio, quinta-feira, frustou os planos do Flamengo de ir diretamente à final do Campeonato Carioca e conseguir um descanso antes de encarar o Independiente Santa Fé, dia 18, pela Libertadores. Mas nem tudo está perdido para o time de Paulo César Carpegiani, que terá tempo para promover mudanças na equipe visando o primeiro jogo das semifinais do Estadual, quarta-feira, contra Botafogo ou Vasco, em que jogará pelo empate, independentemente do adversário.
A má atuação no empate em 1 a 1 com o Fluminense expôs muitas fraquezas do recheado elenco rubro-negro e levou o torcedor a questionar as escolhas do treinador nas redes sociais. Os principais alvos das críticas foram os laterais Rodinei e Renê, que tiveram atuação muito abaixo da média. O segundo, inclusive, pode perder a posição para Everton e abrir brecha para a entrada de Vinicius Junior no time titular, como aconteceu no segundo tempo da semifinal.
Desde a grande atuação do garoto contra o Emelec, pela Libertadores, Carpegiani admite que a titularidade de Vinicius é questão de tempo e, se depender dos torcedores, esse momento não deve demorar para chegar.
Quem também pode recuperar a condição de titular é o colombiano Cuéllar, para dar mais qualidade à saída de bola, que foi um problema ncontra o Tricolor. À princípio, ele concorre com Jonas pela vaga, mas não está descartada a volta de uma dupla de volantes, sacrificando um dos meias armadores Everton Ribeiro seria o principal candidato a sair do time.
Outra dúvida é a utilização de Julio Cesar nesta reta final do Carioca. O goleiro, que tem contrato apenas até o fim de abril, chegou para realizar o sonho de encerrar a carreira pelo Rubro-negro nos últimos jogos da Taça Rio, mas só atuou uma vez, na vitória por 3 a 0 sobre o Boavista. Depois disso, viu Diego Alves oscilar nos três jogos seguintes.
RETORNO À ILHA DO URUBU FICA MAIS PRÓXIMO
O Flamengo conseguiu dois dos três laudos necessários para voltar a mandar seus jogos na Ilha do Urubu. Uma perícia constatou que não há necessidade de serem refeitas a fundação das duas torres de iluminação que caíram, dia 15 do mês passado, por causa de um temporal que atingiu o Rio de Janeiro.
O laudo restante é referente ao movimento que as torres farão com o vento e deve ser entregue até quinta-feira. O próximo passo será o término das obras para corrigir os danos causados pela chuva. O clube espera ter o estádio disponível já nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro.
Na terça-feira, o Conselho Deliberativo do Flamengo votará a renovação do  patrocínio com a Caixa, que pretende pagar R$ 25 milhões para manter a marca estampada na camisa rubro-negro, mas deve ter o espaço reduzido. A reunião também servirá para votar o uniforme do clube para 2019 e a terceirização de um museu na sede da Gávea. (odia)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.