Dilma critica série da Netflix e diz que diretor propaga ʹfake newsʹ


Foto: Valter Campanato/Agência Brasil//Divulgação 
A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) criticou a série brasileira “O Mecanismo”, lançada pela Netflix na última semana. Em nota oficial divulgada hoje, a petista declarou que o diretor da produção, José Padilha, propaga “fake news” e não tem relação com a verdade. “A propósito de contar a história da Lava-Jato, numa série ʹbaseada em fatos reaisʹ, o cineasta José Padilha incorre na distorção da realidade e na propagação de mentiras de toda sorte para atacar a mim e ao presidente Lula. A série ʹO Mecanismoʹ, na Netflix, é mentirosa e dissimulada. O diretor inventa fatos. Não reproduz ʹfake newsʹ. Ele próprio tornou-se um criador de notícias falsas”, afirmou. 
“Sobre mim, o diretor de cinema usa as mesmas tintas de parte da imprensa brasileira para praticar assassinato de reputações, vertendo mentiras na série de TV, algumas que nem mesmo parte da grande mídia nacional teve coragem de insinuar. Youssef jamais teve participação na minha campanha de reeleição, nem esteve na sede do comitê, como destaca a série, logo em seu primeiro capítulo. A verdade é que o doleiro nunca teve contato com qualquer integrante da minha campanha”, declarou Dilma. 
Baseada na Operação Lava Jato, a série se inspira no “Lava Jato: O Juiz Sergio Moro e os Bastidores da Operação que Abalou o Brasil”, de Vladimir Netto, e narra os acontecimentos da operação da Polícia Federal que desmascarou esquemas de corrupção no país. (metro1)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.