Dodge defende que Lúcio Vieira Lima seja investigado por suposta ameaça de morte a Calero

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu manter as investigações de ameaça de morte que o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB) teria feito ao ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero. 
De acordo com a coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, o baiano pediu ao STF para suspender a investigação, alegando que Calero demorou seis meses para apresentar a denúncia.
Segundo a PGR, no entanto, o ex-ministro apresentara a denúncia à Polícia Federal, por telefone, no mês em que ficou sabendo do ocorrido. (BNews)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.