EM BRASÍLIA, 648 SERVIDORES RECEBEM ACIMA DO TETO CONSTITUCIONAL

CAMPEÃO GANHOU R$303 MIL SÓ EM JANEIRO E 36 MAIS DE R$100 MIL
O PALÁCIO DO BURITI, SEDE DO GOVERNO, INFORMOU QUE A JUSTIÇA AUTORIZA AS ESTATAIS EXTRAPOLAR O TETO.
Em janeiro deste ano, a folha de pagamento do governo do Distrito Federal continha 648 servidores recebendo bem mais que os ministros do Supremo Tribunal Federal, cujos salários são o teto salarial permitido pela Constituição. Eugenio Barboza, auditor de Atividades Urbanas da agência fiscalizadora Agefis recebeu R$303.453,64 líquidos, maior valor pago em janeiro. Outros sete servidores receberam acima de R$200 mil e ainda há 36 que embolsaram mais de R$100 mil em um mês (confira lista abaixo). A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Os salários do governo do DF custam R$1,6 bilhão mensais, distribuídos entre 211 mil servidores da ativa, aposentados e pensionistas.
Os servidores do governo do Distrito Federal recebem em média R$7,6 mil por mês líquidos. Correspondem a oito salários mínimos.
No Serviço de Limpeza Urbana (SLU), que recolhe o lixo de Brasília, são 36 servidores acima do teto e 9 deles receberam mais de R$ 100 mil.
O governo do DF afirma estar impedido pela Justiça de aplicar o abate-teto nos salários de marajá nas estatais, e que aguarda decisão do STF.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.