FUTEBOL - BA-VI da Vergonha acabou sendo um “negoção” para o Bahia

A última rodada da fase de classificatória do Campeonato Baiano será encerrada nesta quarta-feira. Além disso, será conhecido o clube rebaixado para a 2ª divisão, Atlântico e Jacobina brigam para sobreviver, com primeiro com maiores chances de degola. Para o Atlântico não basta apenas vencer a Juazeirense, que por si só já é complicado, será preciso também que o Jacobina seja derrotado pelo desmobilizado Vitória da Conquista. No futebol tudo pode acontecer, mas vejo como certa a queda do Atlântico que não se acertou no atual Campeonato e depois de obter o acesso em 2016 deve voltar para as origens.
Na parte de baixo a situação está bem clara. Já no meio da tabela, Jacuipense, Jequié e Vitória da Conquista não têm mais chances de classificação às semifinais, mas também não correm risco de rebaixamento, jogam apenas para cumprir tabela ou, quem sabe, atrapalhar a vida de terceiros.
Lá em cima a situação também está bem definida. Vitória e Bahia brigam pelo 1º lugar com diferença de dois pontos pró Leão. Porém, o Bahia encara o Jequié sem qualquer pretensão dentro de casa, enquanto o Vitória bate de frente com o Fluminense que está atormentado pelo Bahia de Feira, além disso, nutre imaginárias chances de obter o primeiro lugar numa engenharia de resultado completamente improvável. Golear o Vitória e esperar que o Jequié derrote o Bahia, algo que vai na contra-mão da lógica.
MAS Fluminense pode chegar entre os quatro mesmo com derrota, contudo, será preciso que a Juazeirense seja derrotada pelo Atlântico em Pituaçu, OU, que seu rival de Feira de Santana não vença o Jacuipense. Vale lembrar que após uma campanha quase perfeita, a Juazeirense vem de duas derrotas consecutivas e não vejo como impossível a sua não classificação, ao contrário, tem pela frente uma pedreira, o Atlântico que somente nas rodadas finais resolveu jogar bola e só não venceu o Bahia-FS por um vacilo crucial.
O Vitória precisa vencer, um simples empate certamente irá lhe remover do 1º lugar, provavelmente pelo critério do saldo de gols em caso de triunfo do Bahia, e como consequência perderá as vantagens dos resultados iguais nas semifinais, além do direito de jogar o 2º jogo dentro do Barradão. O Bahia, por sua vez, vestirá por baixo do seu manto o uniforme do Fluminense de Feira, assim como o outro Bahia, do Interior, vestirá por baixo a camisa do Vitória.
O BA-VI do Barradão que mais tarde foi batizado como o BA-VI da VERGONHA por tudo aquilo que assistimos em uma autêntica CACHORRADA do Esporte Clube Vitória, depois da régua aplicada, feridos contabilizados e logo depois curados e os mortos ressuscitados por uma decisão não menos vergonhosa do Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia, acabou colocando o Bahia como o grande beneficiado ainda que indiretamente pelo saldos de 3 x 0, oferecido pelo ato da FBF, agora este saldo, pode ter caráter decisivo para o tricolor no objetivo em alcançar o 1º lugar que FUGIR daquele Barradão de triste lembranças. É claro que muitos vão dizer que o Bahia poderia vencer aquele jogo, com 2 à mais em campo, no entanto, a superioridade numérica não era garantia de triunfo, muito menos por um placar elástico. (FB)
Jogos – Quarta-feira, 21h45
Bahia x Jequié (Arena Fonte Nova)
Fluminense x Vitória (Alberto Oliveira)
Atlântico x Juazeirense (Pituaçu)
Jacobina x Vitória da Conquista (José Rocha)
Jacuipense x Bahia de Feira (Antônio Carneiro)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.