Japão propõe encontro diplomático a Coreia do Norte

O objetivo de Tóquio é tratar da desnuclearização norte-coreana e dos sequestros de cidadãos japoneses cometidos há décadas pelo regime do país
O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e o líder norte-coreano, Kim Jong-Un (Jiji Press/AFP - KCNA/Reuters)
O Japão propôs à Coreia do Norte realizar uma reunião entre os líderes dos dois países, Shinzo Abe e Kim Jong-un, indo de acordo com as cúpulas previstas entre Pyongyang, Seul e Washington, segundo afirmaram nesta quinta-feira fontes do governo japonês.
Tóquio transmitiu esta oferta a Pyongyang com o objetivo de tratar da desnuclearização do país e dos sequestros de cidadãos japoneses cometidos há décadas pelo regime norte-coreano, disseram fontes do governo citadas pela agência de notícias japonesa Kyodo.
O porta-voz do Executivo, Yoshihide Suga, não quis confirmar ou negar estas informações, embora tenha afirmado que Tóquio e Pyongyang “mantêm canais abertos de informação” e que o governo japonês “contempla todas as opções” para lidar com o Norte, ao ser perguntado hoje em entrevista coletiva.
O governo japonês gostaria de aproveitar a disposição ao diálogo no mais alto nível manifestada por Kim Jong-un desde o início do ano, que permitiu a organização de cúpulas bilaterais com Seul e Washington, marcadas para abril e maio.
Japão e Coreia do Norte já realizaram duas cúpulas, em 2002 e 2004, em Pyongyang, onde participaram o ex-primeiro-ministro japonês Junichiro Koizumi e o pai do atual ditador norte-coreano, Kim Jong-il. (veja)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.