Jovem neozelandês tentou matar rainha Elizabeth II, diz polícia

O incidente ocorreu durante uma visita da monarca britânica à Nova Zelândia, em 1981; oficiais encarregados do caso foram acusados de encobrir o incidente
O caso veio à tona nesta quinta-feira, após autoridades neozelandesas divulgarem documentos que comprovam uma tentativa de assassinato da rainha britânica Elizabeth II (Chris Jackson/Getty Images)
Um adolescente neozelandês tentou assassinar a rainha Elizabeth II, da Inglaterra, durante a visita dela, em 1981, a cidade de Dunedin, na Ilha Sul da Nova Zelândia. As informações foram reveladas nesta quinta-feira por meio de documentos dos serviços de inteligência neozelandeses. Christopher Lewis, então com 17 anos, disparou contra o veículo Rolls Royce onde viajava a rainha, mas errou o tiro.
Lewis, que foi detido pouco depois por um assalto à mão armada, confessou às autoridades o fracassado plano para matar a monarca e os oficiais decidiram não formular uma acusação de traição, considerando que ele não esteve perto de acertar o disparo, afirma o jornal New Zealand Herald.
Um documento divulgado pelos Serviços de Inteligência e Segurança (SIS, sigla em inglês) afirma que “Lewis tentou originalmente matar a rainha”, mas que não contava com uma espingarda potente, nem uma mira adequada para conseguir assassinar a monarca.
O ex-policial Tom Lewis, originalmente designado para este caso, disse ao jornal que a polícia encobriu o fato e que inclusive foi destruído o depoimento do acusado. Depois que este incidente tornou-se público, o comissário da polícia neozelandesa, Mike Brush, pediu a revisão deste “caso histórico”.
“Com a passagem do tempo, acreditamos que a avaliação de arquivos antigos e o material associado levará algum tempo. A polícia da Nova Zelândia irá compartilhar os resultados das avaliações assim que forem concluídas”, afirmou uma porta-voz da instituição.
Lewis, que mais tarde foi acusado do assassinato de uma mulher neozelandesa, se suicidou em 1997 em uma prisão do seu país. (veja)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.