Presidente Do STF Ministra Cármen Lúcia É Chamada Para Reunião E Pode Ser Vítima De Uma Articulação Para Salvar Lula.

A presidente do Supremo Tribunal Federal (#STF), ministra #Cármen Lúcia, terá que mostrar muita força e paciência para enfrentar um plano silencioso e sinistro que envolve ministros do STF. Conforme informações da colunista Eliane Cantanhêde, do jornal “O Estadão”, Cármen foi chamada para uma reunião, nesta próxima terça-feira (20), para discutir um novo entendimento da Corte sobre o cumprimento da prisão de condenados. O Instituto Ibero Americano de Direito Público decidiu entrar com recursos na última quarta (14), com Embargos Declaratórios naquele julgamento do STF de 2016, que autorizou a prisão em segunda instância.
A intenção desses Embargos seria permitir a prisão apenas depois da determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e não da segunda instância.
Podemos dizer que seria um meio caminho entre o STF e a segunda instância. Alguns chamam de uma tentativa de golpe para ajudar #Lula.
Diante da resistência de Cármen em não pautar esse possível novo entendimento na Corte, surgiu essa ideia do advogado de Lula, Sepúlveda Pertence, que teria o apoio de alguns ministros da Corte.
O argumento que eles utilizarão será que o embargo de declaração da liminar concedida em 2016 deve ser apreciado.
Estratégia maligna
Essa estratégia maligna, conforme descrito pelo site Jornal da Cidade Online, é um tipo de golpe inusitado que tem o objetivo de livrar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da cadeia.
De acordo com Cantanhêde, uma bola de neve tomaria conta da Justiça Brasileira e prejudicaria a Operação Lava Jato. Condenados e presos em segunda instância teriam a chance de pedir a sua liberdade através de habeas corpus, Lula ficaria solto por um bom tempo ainda, já que a decisão do STJ é demorada e a Lava Jato seria golpeada pelos corruptos.
Resistência
Cármen Lúcia é a pessoa que pode reagir e acabar com todo esse complô. Ela possui o apoio da sociedade que não suporta que corruptos sejam soltos. Qualquer aceitação dela poderá causar uma grave crise no STF e o `País ficar manchado com uma Justiça indigna.
Lula tem a sua última chance para evitar ser preso. Essa reunião marcada para terça pode incendiar o País.
Numa entrevista à revista IstoÉ, Cármen avisou que em todas as suas decisões sobre condenados o peso será sempre o mesmo, independente se é uma pessoa comum ou um ex-presidente da República. O recado soou como um alerta para a defesa do PT
Cármen deixou certo que a justiça deve ser cega e não olhar quem é o condenado. (NBO)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.