Promotoria recomenda que Doria suspenda PPP bilionária da iluminação

O Ministério Público do Estado recomendou ao prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), que suspensa o contrato da PPP formado em 8 de março com o Consórcio FM Rodrigues/CLD no valor de R$6,9 bilhões.
A recomendação foi feita uma semana depois que a Promotoria abriu investigações sobre suposto esquema de propinas no Departamento de Iluminação Pública (Ilume), envolvendo a ex-presidente da empresa, Denise Abreu. A informação é do jornal O Estado de S.Paulo. (BNews)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.