Psol vai denunciar Fraga por divulgar informações falsas sobre Marielle

PSol encaminha ações nos conselhos Nacional de Justiça e de Ética da Câmara por mentiras na internet

(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)

O PSol prepara representação no Conselho de Ética da Câmara contra o deputado federal (DEM-DF) Alberto Fraga por ter divulgado informações falsas sobre a vereadora Marielle Franco, assassinada na última quarta-feira, no Rio de Janeiro. Na sexta-feira, em uma rede social, Fraga descreveu Marielle como o “novo mito da esquerda”. Em uma outra postagem, espalhava mentiras sobre gravidez, uso de drogas e aliança com o tráfico.
O PSol e parentes da vereadora morta iniciaram uma mobilização para coletar provas e denunciar pessoas que têm utilizado as redes sociais para difamação e compartilhamento de notícias falsas sobre Marielle. Até domingo, o grupo havia recebido mais de 11 mil denúncias. A assessoria de Fraga disse que ele caiu nas fake news, não checou a veracidade da informação, “reconheceu o erro”, retirou a postagem e vai continuar trabalhando em prol da sociedade. As contas em redes sociais do deputado foram retiradas temporariamente do ar, mas devem ser restabelecidas ainda nesta semana.
O PSol também entrará com representação contra a desembargadora Marília Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), depois de a magistrada ter alegado que a vereadora Marielle Franco, morta na última quarta-feira, tinha laços com o crime organizado. Até o fechamento desta matéria, a reportagem não conseguiu contato com a desembargadora.
Líderes do PT na Câmara, os deputados Paulo Pimenta (RS) e Wadih Damous (PT-RJ) protocolaram ontem representação na Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão contra Fraga.Os deputados afirmam na petição que não houve um pedido formal de desculpas de Fraga e pedem que o parlamentar seja obrigado a se retratar perante os eleitores de Marielle. “O discurso do ódio no Brasil tem não apenas ferido a honra e a dignidade de pessoas e grupos sociais, como produzido dor, sofrimento e levado à morte. Embora não seja um fenômeno recente na história é perceptível, infelizmente, o seu crescimento, notadamente estimulado pelo uso de instrumentos de comunicação de massa como as redes sociais”, argumentam os petistas.
Segurança
Está prevista para hoje a votação do pacote de segurança que cria o Sistema Único de Segurança Pública (Susp). A proposta regula a forma de integração de dados e ações estratégicas entre os órgãos de segurança pública. O relator da matéria é Fraga. Para Rodrigo Garcia, líder do DEM, a polêmica envolvendo Fraga não atrapalhará a aprovação do pacote. “Não se pode misturar as coisas. O Susp é um tema importante para o Brasil e não deve ser impactado por esse assunto (fake news), que está encerrado.”
(correiobraziliense)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.