SAÚDE E BELEZA - Estresse: Entenda Melhor e Amenize esse Problema!

O estresse é o estado resultante de excessiva exposição a certos estímulos, com tensão muscular, fadiga, cansaço, dores nas costas, dificuldade para dormir, dor de cabeça, perda de memória, dificuldade em resolver problemas, entre outros.
O estresse é uma resposta do organismo frente a um perigo, que prepara o corpo para fugir ou lutar. O estresse pode ser considerado também como a soma de respostas físicas e mentais de uma incapacidade de distinguir entre o real e as experiências e expectativas pessoais.
Todos atravessamos crises de estresse e emoções fortes. A vida frequentemente nos obriga a encarar situações difíceis e ameaçadoras. Cada pessoa reage de modo diferente a essas situações — o que para uns é motivo de muito estresse para outros não é motivo para nenhuma alteração emocional. Entretanto, todos têm um limite de tolerância a partir do qual a saúde começa a ser prejudicada.
Em situação de estresse, o corpo humano reage de diferentes formas. A ativação da glândula hipófise — localizada na região frontal do cérebro — libera hormônios que ativam as glândulas suprarrenais (que, como o próprio nome indica, localizam-se na parte superior dos rins). Isso faz com que o hormônio cortisol seja produzido e liberado na corrente sanguínea. O excesso de cortisol leva a uma destruição das células de defesa — os glóbulos brancos — causando uma baixa na defesa imunológica do organismo, possibilitando assim a proliferação e desenvolvimento de doenças.
Antes de tratarmos das estratégias de como diminuir o estresse, alguns considerações devem ser feitas: nenhum método isolado é infalível; uma combinação de vários métodos é geralmente mais efetiva. O que funciona para uma pessoa, não necessariamente funcionará para outras.
Lembrando também que o estresse pode ser tanto negativo como positivo. O estresse apropriado e controlado melhora o interesse e motiva o indivíduo, assim como a ausência total de estresse pode levar ao tédio e à depressão.
Finalmente, um médico ou psicólogo deve ser procurado quando forem identificadas condições físicas e psicológicas associadas ao estresse, como sintomas cardíacos, dor significativa, ansiedade, ou depressão.
Sintomas do Estresse
. Sinais de cansaço e desânimo
. Sentimento de medo e agressividade constantes
. Constantes crises de tensão e angústia
. Afastamento de suas atividades de trabalho
. Incapacidade de domínio sobre as emoções
. Impotência na resolução de problemas
. Dor na coluna e dor de cabeça
. Fixação num determinado problema de trabalho
. Diminuição da produtividade e eficiência
. Perda de memória
. Perturbação e aceleração do batimento cardíaco
. Irritação, mau humor, medo, angústia e esgotamento
Tratamento do Estresse
. Tente descobrir o que pode estar causando tensão e aborrecimento e tente contornar essas causas. Procure planejar os períodos e horários de modo a evitar correrias.
. Faça uma atividade por vez e concentre-se nela. Quem se preocupa com muitas tarefas ao mesmo tempo não executa bem nenhuma delas.
. Faça atividades físicas, mentais e recreativas; procure sempre equilibrar essas atividades.
. Pratique caminhada, se possível ao ar livre e em ambientes naturais.
. Tenha uma dieta saudável. A saúde em geral e a resistência ao estresse podem melhorar com uma dieta rica em cereais integrais, vegetais e frutas. . . .  .  Procure também evitar o abuso de álcool, cafeína e cigarro.
. Não se esqueça de ter uma boa relação com amigos e família.
. Mantenha bons pensamentos; cultive bons propósitos e ideais.
. Pratique a meditação. Relaxe, esvazie a mente de preocupações; respire lenta e profundamente.
. Durma o suficiente para se sentir renovado.
. Coma sem pressa. Sinta bem o sabor da comida; expulse pensamentos que o incomodam.
. Seja positivo e exerça constantemente a paciência.
. Absorva as crises de raiva com sabedoria.
. Seja menos competitivo; busque ser feliz e fazer o que gosta alheio às influências e julgamentos dos outros.
. Encare os eventos cotidianos de uma maneira diferente. Mantenha um senso de humor durante as situações difíceis; o riso não somente ajuda a aliviar a tensão e manter as perspectivas, mas também tem um efeito físico que reduz os níveis do hormônio do estresse.
Tratamento do Estresse com Óleos Essenciais
A aromaterapia, que utiliza princípios ativos de plantas medicinais aromáticas para equilibrar o corpo e a mente, é uma alternativa de tratamento para quem apresenta sinais de estresse. O método promete amenizar sintomas como ansiedade, irritabilidade, taquicardia, depressão, redução da libido, dificuldade de concentração e distúrbios no apetite.
Quando o aroma de um óleo essencial é inalado, as moléculas entram nas cavidades nasais e estimulam uma série de respostas mentais no sistema límbico do cérebro. Estes estimulantes regulam o estresse ou instigam respostas calmantes, que podem ser registradas através da frequência cardíaca, padrões de respiração, produção hormonal e pressão sanguínea.
A aromaterapia pode ser obtida através de um banho, assim como por inalação direta, por vapor de água quente misturado com as essências desejadas, por vaporizador ou umidificador, massagem, compressa ou através de difusores aromáticos.
Os óleos essenciais que mais combatem o estresse, ansiedade e depressão são os de lavanda, ylang-ylang, bergamota, camomila, olíbano, hortelã pimenta e gerânio.
Animais Aliviam o Estresse
Entre os múltiplos benefícios e das muitas alegrias que os animais de estimação nos dão, eles ajudam a combater o estresse e muitas das consequências que este mal provoca em nosso corpo e mente. Ao acariciar ou brincar com seu cão ou gato você pode ter resultados melhores do que com comprimidos da medicina, terapias e técnicas de todos os tipos.
Lembre-se sempre: em uma situação de problema, não adianta se preocupar. Isto só traz sofrimento, depressão e nervosismo, além de não trazer a solução. Aprenda a controlar esses sentimentos e se tornará uma pessoa mais feliz.                                 (belezaesaude)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.