Sobretaxa dos EUA ao aço faria Brasil perder R$ 1,1 bilhão em um ano

Tarifa de 25% imposta pelo presidente Donald Trump foi suspensa para os Estados Unidos negociarem com o governo brasileiro e outros países
Cerca de R$ 1,1 bilhão ou US$ 350 milhões. Esse teria sido o montante perdido pelo Brasil em 2017, em relação ao total de aço exportado, caso a sobretaxa anunciada em março pelos Estados Unidos estivesse em vigor. O dado é proveniente de estudo inédito do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e foi obtido pela Folha de S. Paulo.
Após divulgar a tarifa de 25% sobre as importações de aço, o presidente norte-americano Donald Trump suspendeu os efeitos da medida até 30 de abril para negociar com um grupo de países, entre os quais, o Brasil. Atualmente, a sobretaxa é de 0,9%.
A Folha destaca a avaliação do coordenador de Relações Econômicas Internacionais do Ipea, Fernando Ribeiro, segundo o qual a estratégia norte-americana seria forçar acordos bilaterais, fora da Organização Mundial do Comércio (OMC). Dessa forma, nas negociações com os EUA, Brasil teria de fazer concessões, entre elas, no setor de etanol.
De acordo com a reportagem, no ano passado, as indústrias brasileiras venderam US$ 2,63 bilhões em aço para os norte-americanos – 33% do total exportado pelo Brasil. Dessa cifra, 70% são do metal semimanufaturado, usado especialmente pela indústria automotiva. (metrópoles)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.