TEMER DIZ SER CANDIDATO COMO ESTRATÉGIA PARA CONTINUAR VIVO

TEMER ADMITE CANDIDATURA PARA EVITAR FIM PRECOCE DO GOVERNO
TEMER FALA EM CANDIDATURA PARA EVITAR MORTE PRECOCE DO GOVERNO
O presidente Michel Temer não será mesmo candidato, como deixa vazar e afirmou à revista IstoÉ. Político experiente, do tipo que “conserta relógio de pulso usando luvas de boxe”, como definia o falecido Ulysses Guimarães, Temer tenta evitar a morte precoce do seu governo. Ele admite a candidatura para não morrer de véspera e alongar ao máximo a aliança com sua base de apoio no Congresso. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
O presidente não confessa que sua “candidatura à reeleição” é um blefe para não ser considerado “ex” ainda ocupando o cargo.
Temer sabe que corre o risco de ser abandonado pelos aliados, ansiosos por estabelecer alianças com candidaturas promissoras.
Admitindo a candidatura à reeleição, o presidente planta a dúvida do “vai que...” nos políticos, segurando a precipitação de traições.
Na intimidade, Temer tranquiliza amigos e familiares, principalmente a primeira-dama Marcela: não será mesmo candidato.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.