TERRORISTA ITALIANO OPÕE MINISTRO BARROSO AO PRESIDENTE TEMER

BARROSO DEFENDEU TERRORISTA ITALIANO QUE TEMER DEVE EXTRADITAR
TEMER AGUARDA DECISÃO DO STF PARA EXERCER SUA PRERROGATIVA DE EXTRADITAR O TERRORISTA EM CUJA DEFESA BARROSO SE ENVOLVEU.
BATTISTI, O BANDIDO ITALIANO.
Parecer da procuradora-geral da República Rachel Dodge, enviado ontem ao Supremo Tribunal Federal (STF), sustenta que é prerrogativa do presidente da República decidir sobre a extradição do terrorista italiano Cesare Battisti, acolhido no Brasil pelo ex-presidente Lula. O caso está com o ministro Luiz Fux, mas outro ministro tem interesse direto no assunto: Luís Barroso foi um destacado defensor do terrorista. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
A extradição de Battisti foi decidida pelo STF, mas como a palavra final é do presidente, Lula concedeu ao bandido status de “asilado político”.
Battisti foi condenado duas vezes à prisão perpétua na Itália por quatro assassinatos frios e cruéis. Acabou protegido pelo PT no Brasil.
Temer dava sinais de que atenderia o pedido de extradição da Itália, quando Fux concedeu habeas corpus em favor do criminoso foragido.
Fux e o STF decidirão sobre mais essa prerrogativa presidencial. A PGR deu esperanças de Justiça das famílias das vítimas italianas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.