Torcedor ofende repórter do SporTV de forma machista e acaba expulso de estádio

Não é a primeira vez que a profissional se depara com atitudes sexistas na cobertura esportiva
Kelly Costa foi vítima de machismo - Reprodução Internet
Rio Grande do Sul - No mesmo dia em que dezenas de jornalistas lançaram um manifesto para condenar o machismo na cobertura esportiva, um torcedor presente em uma partida da semifinal do Campeonato Gaúcho deu péssimo exemplo ao ofender de forma sexista a repórter do SporTV, Kelly Costa, que trabalhava no estádio. Por conta da agressão verbal, o homem acabou sendo expulso e não pode acompanhar o confronto entre São José e Brasil de Pelotas que acabou empatado em 1 a 1. 
Não é a primeira vez que uma repórter é ofendida por termos machistas em uma partida do Gauchão. No último dia 11, antes do clássico entre Grêmio x Internacional no Beira-Rio, um torcedor colorado agrediu Renata Medeiros, da Rádio Gaúcha, após xinga-la também de maneira sexista.
A repórter do SporTV depois se pronunciou sobre o assunto. “Não é a primeira vez que escutamos ofensas e insultos, não é só a Kelly Costa que sofre com isso. (…) Mesmo a gente lançando uma campanha deste tamanho, parece que não se esgota. Já sofri com xingamentos de torcida, ato de machismo de um técnico de futebol, é mesmo para mostrar nossa identificação. Queremos combater este tipo de atitude nos estádios para que a gente possa trabalhar com tranquilidade”, discursou a jornalista na própria emissora.
Kelly relembrou um caso de machismo envolvendo o ex-técnico do Internacional, Guto Ferreira, no ano passado. Após uma pergunta da jornalista, o ex-treinador do Internacional respondeu que “não responderia porque você é mulher e talvez não tenha jogado (futebol)”. O próprio antigo comandante da equipe colorada, ciente da colocação machista, procurou a jornalista para se desculpar. 
De acordo com informações passadas pelo São José, o torcedor foi rapidamente identificado pelo clube e expulso do estádio. O agressor acabou levado pela Brigada Militar para a delegacia próxima ao local da partida. (odia)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.