Wagner vira porta-voz de Rui e explica declaração do governador para “virar a página do impeachment”

As declarações do governador da Bahia, Rui Costa (PT), não foram “compreendidas” por alguns integrantes da sigla, incluindo a presidente nacional, a senadora Gleisi Hoffmann (PR). Por isso, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, virou porta-voz do governador na noite desta quarta-feira (14) e explicou o que o chefe do Executivo baiano disse em entrevista ao site UOL.
Em entrevista a jornalistas durante o Fórum Social Mundial, na noite de hoje, Wagner afirmou que conversou com o governador e que “na cabeça de Rui não tem plano B. Nós somos plano L”. “O que ele quis dizer foi elogiar a candidatura de Ciro. Está longe da cabeça dele isso. Ele está lutando como todos nós pela legitimidade da candidatura de Lula. O que ele quis dizer é que a gente não disputa a eleição só com a bandeira de combate do impeachment. Essa bandeira já denunciamos, o golpe, e efetivamente o que o povo brasileiro vai esperar dentro de uma eleição não é só a denúncia do que já está denunciado. O que ele disse foi o seguinte: tem muito desiludido que quer saber para onde vai e nós do PT temos que apresentar propostas”.
Mais uma vez, durante o evento, a presidente do PT reforçou que não há outro candidato para o partido e reforçou que o ex-presidente é inocente. “Essa discussão não está colocada. Lula é nosso candidato. Primeiro porque ele é inocente, qualquer movimento que nós façamos fora de efetivar a candidatura dele e defender vamos dar razão aos algozes de Lula que querem tirá-lo do processo dizendo que é inadequado e, portanto, inelegível”. (BNws)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.