Trump diz que usará exército para proteger fronteira dos EUA

Segundo Trump, o México não está impedindo a passagem de imigrantes ilegais; autoridades mexicanas afirmam que essa tarefa compete aos EUA
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, inspeciona protótipos de muros de fronteira, em San Diego, no estado americano da Califórnia - 13/03/2018 (Kevin Lamarque/Reuters)
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira que planeja usar forças militares para proteger a fronteira do país com o México até que haja um muro e uma “segurança adequada”.
“Nós vamos fazer isso militarmente”, disse a repórteres na Casa Branca, acrescentando que havia discutido a ideia com o secretário de Defesa, Jim Mattis.
Nesta segunda-feira, o Ministério de Relações Exteriores do México publicou um comunicado rejeitando firmemente as acusações de Trump, que afirmou que os vizinhos estariam fracassando em seus esforços para barrar a imigração ilegal através da fronteira dos dois países. Na nota, o ministério mexicano afirma que não incentiva ou promove tal atividade sob nenhuma circunstância.
A declaração das autoridades mexicanas veio depois de uma série de tuítes de Trump referindo-se a uma caravana de 1.100 imigrantes ilegais que estaria indo em direção aos Estados Unidos, com cidadãos provenientes de El Salvador, de Honduras e da Guatemala.
“[A Lei de Migração] especifica, também, que não é responsabilidade do governo mexicano tomar decisões sobre imigração em nome dos Estados Unidos ou de qualquer outra nação”, escreve o ministério mexicano, em comunicado. “As autoridades americanas apropriadas deverão decidir, quando necessário, se vão ou não autorizar o acesso ao seu território nos postos autorizados de entrada e saída para quaisquer membros da caravana que fizerem essa solicitação.” (veja)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.