Pai de Meghan Markle muda de ideia e diz que quer ir ao casamento real

Thomas Markle afirmou ao site TMZ que está no hospital para bateria de exames, mas que espera ser liberado pelos médicos para ir à Inglaterra
Príncipe Harry e Meghan Markle posam para foto em Belfast, capital da Irlanda do Norte - 23/03/2018 (Pool/Samir Hussein/Getty Images)
O pai de Meghan Markle, Thomas, parece ter mudado de ideia – e agora quer conduzir a filha até o altar no casamento com o príncipe Harry, marcado para sábado. Segundo o site TMZ, Markle afirmou que essa é sua vontade, mas que ele está no hospital para uma bateria de exames após sentir fortes dores no peito. Ele disse que os médicos avaliam que seu coração foi “seriamente prejudicado” depois que ele teve um ataque cardíaco, na semana passada.
Markle afirmou que Meghan tentou ligar para ele nesta segunda-feira, mas que ele não estava perto de seu telefone e não conseguiu atender. Ela, então, enviou uma mensagem dizendo que o amava e que estava preocupada com a saúde dele. A atriz ainda garantiu que não guardava ressentimentos por causa das fotos encenadas – e pagas pela meia-irmã de Meghan, Samantha Grant – em que o pai aparecia vendo imagens dela com o príncipe Harry e tirando as medidas para a fabricação da roupa que usaria no casamento. Thomas Markle afirmou que refletiu sobre o assunto e acredita agora que o que ele fez não foi uma transgressão séria, apesar de ter sido uma decisão “estúpida”.
O pai da atriz disse que “odeia a ideia de perder um dos grandes momentos da história” e de acompanhar a filha ao altar. Se os médicos o liberarem do hospital, ele, que mora nos Estados Unidos, viajará à Inglaterra.
Nesta segunda-feira, o Palácio de Kensington pediu “compreensão” depois que o pai de Meghan disse ao TMZ que não iria mais comparecer ao casamento para não “envergonhar a família real e a filha”. “Essa é uma situação extremamente pessoal para a senhora Markle nos dias que antecedem o casamento. Ela e o príncipe Harry pedem novamente por compreensão e respeito ao senhor Markle nesse momento difícil”, dizia a nota.
Thomas Markle afirmou ao TMZ que não iria comparecer ao casamento horas depois de Samantha Grant admitir que pagou uma empresa de paparazzi para encenar fotos do pai que circularam pela imprensa mundial nos últimos dias. Suspeita-se que o lucro com a venda das fotos tenha sido repartido entre o fotógrafo e os parentes de Meghan. Só o pai, segundo tabloides britânicos, teria embolsado 100.000 libras (algo próximo a 500.000 reais) pelas imagens. (VEJA) 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.