Vídeo mostra ataque de fúria de empresário dentro de elevador na Pituba; assista

Suspeito de manter munições em casa foi detido após ameaçar PMs
O empresário Daniel Almeida, de idade não divulgada, acabou detido no próprio condomínio onde mora, no bairro da Pituba, em Salvador, após fazer ameaças ao síndico e a policiais militares que atendiam à ocorrência.
Segundo a assessoria da PM, a situação ocorreu na noite do último sábado (12), quando homens do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), durante rondas no bairro, foram parados por moradores. Eles informaram que um homem havia invadido e quebrado o portão de um condomínio na Rua Santa Rita.
“Ao chegar ao local, a guarnição tentou conversar com o homem, que exaltado não quis aproximação; os policiais deram voz de parada e abordagem, mas o suspeito fugiu em direção a um apartamento no 15º andar”, diz comunicado divulgado pela corporação.
Segundo a assessoria da Polícia Civil, Daniel foi acusado por vizinhos de quebrar o portão e carros, além de ameaçar o administrador do condomínio.
Fúria no elevador
Esse não foi o primeiro violento envolvendo o morador na semana passada. Na madrugada do dia 7, ele causou diversas avarias no elevador de serviço do prédio. Acompanhado de uma jovem, ele esmurrou a porta do ascensor diversas vezes, tentando abri-la à força, e também danificou o espelho e a câmera de vigilância do equipamento. 
No vídeo, gentilmente cedido pela TV Bahia, a jovem parece tentar acalmar o homem em diversos momentos, mas chega a ser agredida com um empurrão. 
Ameaça a PMs
No sábado passado, nova confusão. Chamada, a polícia chegou à porta do apartamento onde o casal estava. Os PMs tentaram conversar com Daniel, mas acabou sofrendo ameaças.
“No local, os policiais tentaram negociar novamente, mas o homem disse estar armado e fez ameaças. Em seguida, a companheira do suspeito tentou sair do apartamento, sendo impedida pelo mesmo. Ela então autorizou a entrada dos policiais militares, que imobilizaram o homem, e em seguida realizaram uma busca no apartamento, onde foram encontradas 21 munições de calibre 380”, completa o comunicado.
O suspeito foi apresentado na Central de Flagrantes, passou por audiência de custódia na manhã desta segunda-feira (14) e acabou liberado. Segundo a Polícia Civil, ele foi autuado por porte de munições, desobediência, ameaça, danos ao patrimônio e embriaguez. O CORREIO não conseguiu contato com o empresário.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.