‘Segui o regimento’, diz Prates sobre votação que aprovou repasse de R$ 6 milhões à ONG Parque Social

Vagner Souza/BNews 
O presidente da Câmara Municipal, Leo Prates (DEM), afirmou ter seguido o regimento interno ao prosseguir com a votação do projeto que autoriza o repasse de R$ 6 milhões para a ONG Parque Social, da qual a mãe do prefeito ACM Neto, Maria do Rosário, é presidente de honra. A matéria foi aprovada na tarde desta terça-feira (10). 
Segundo Prates, a apreciação da matéria já estava em andamento quando um representante do Ministério Público da Bahia (MP-BA) chegou à Casa para entregar uma recomendação para que o texto não entrasse na pauta. 
"Começamos a votação por volta das 14h30. Só depois soube que havia uma pessoa do Ministério Público na Casa. Então, pedi que o acompanhassem até a Procuradoria Jurídica. Também consultei o regimento interno, cujo artigo 152 impede qualquer adiamento quando a proposição já estiver em discussão. Ou seja, o projeto tramitou regularmente. Votar a favor ou contra cabe aos vereadores", afirmou Prates ao BNews.
"Eu tenho o maior respeito e deferência pelo Ministério Público e pela procuradora Ediene Lousado. Sempre acatei todas as recomendações. Mas essa chegou fora do tempo”, acrescentou.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.